Cidades já começam a adotar medidas restritivas para frear aumento de casos

Diego Fernandes – Birigui / Guararapes

Birigui e Guararapes foram as primeiras cidades da região a adotarem medidas restritivas de combate ao aumento de casos de covid-19 e de gripe na região.
Em Birigui, já desde a última sexta-feira (7) está em vigor decreto assinado pelo prefeito Leandro Maffeis (PSL) que diminui a capacidade de eventos de todos os tipos, como sociais, esportivos, culturais e de negócios para apenas 70% da capacidade de público.
A mesma restrição é válida também para bares, restaurantes e casas de shows. Além disso, o público que for acessar eventos deverá exibir comprovação de vacinação contra a covid-19 ou então teste negativo do tipo RT-PCR feito até 48 horas antes, ou do tipo antígeno, feito 24 horas antes do evento.
Além disso, os estabelecimentos comerciais e supermercados, que seguem funcionando normalmente, voltam a ser obrigados a fazer o controle de temperatura de seus clientes logo na entrada, proibindo o acesso ao local de pessoas que estejam com a temperatura acima de 37,5 graus centígrados.
As medidas foram tomadas em reunião do prefeito com a secretária de saúde de Birigui, Cássia Santana Celestino, além de médicos e alguns vereadores, como o presidente da Câmara, César Pantarotto Júnior.
“Nossa maior preocupação neste momento delicado é com a saúde de toda a população e para evitar que o sistema de saúde fique sobrecarregado”, justificou Leandro Maffeis.
De acordo com boletim epidemiológico divulgado na sexta-feira, Birigui teve mais 138 casos positivos de covid-19. São 21.014 infecções desde o início da pandemia. A última morte foi em 11 de dezembro.

Guararapes
Em decreto publicado na última sexta-feira (7), o prefeito Alex Arruda (PTB) determinou algumas mudanças para o funcionamento de bares, restaurantes, eventos e atividades religiosas.
As atividades religiosas, como os cultos evangélicos, missas, reuniões, dentre outras, deverão funcionar com apenas 60% da capacidade e com distanciamento de 1,5 metro entre os fiéis.
A mesma regra também será adotada para o funcionamento de bares e restaurantes, que terá de voltar a funcionar com restrições após vários meses. A capacidade de público neste caso também é de 60% com distanciamento entre mesas de 1,5 metro. Além disso, para os estabelecimentos que funcionam em horário noturno, o limite de atendimento será até 1h da manhã.
Os eventos realizados na cidade não poderão ter público em pé, apenas pessoas sentadas, também seguindo as mesmas regras de capacidade e distanciamento que serão seguidas pelos bares, restaurantes e igrejas. Para quem for nos eventos, será necessário comprovante de vacinação ou teste negativo de covid-19.
O comércio e demais estabelecimentos como barbearias, academias e salões de beleza seguem funcionando normalmente. O decreto ainda lembra que segue sendo obrigatório uso de máscaras e álcool em gel em espaços coletivos.
De acordo com o texto do decreto, as medidas passam a valer nesta segunda-feira (10) e não possuem um prazo final para encerramento.
Após o aumento de casos de Covid-19 e do crescimento da procura por atendimento de casos com sintomas gripais em Guararapes, a Prefeitura irá centralizar novamente, a partir de segunda, o atendimento de pacientes com sintomas gripais na Unidade Básica de Saúde Antônio Simões. O horário de funcionamento é das 7h às 17h, de segunda a sexta, na Rua Vitalino Stelin, 700, bairro Vila Medeiros.
De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado na sexta, Guararapes teve 24 novos casos de covid-19. Até aqui foram 4.554 testes positivos na cidade desde o início da pandemia. Não há ninguém do município internado por sintomas da doença.

Veja também

Araçatuba bate novo recorde de infecções em 24 horas pela Covid-19

Araçatuba bateu novo recorde de casos positivos de Covid-19 em apenas 24 horas. Foram constatadas …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *