Home Cidades Araçatuba ‘Chega de poeira e lama’, diz prefeito ao anunciar R$ 3,5 milhões para pavimentação

‘Chega de poeira e lama’, diz prefeito ao anunciar R$ 3,5 milhões para pavimentação

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – Birigui

O prefeito de Birigui, Cristiano Salmeirão, e o secretário municipal de Obras, Saulo Giampietro, assinaram na manhã desta quarta-feira (18) documentação para que a administração faça a licitação para obra de pavimentação asfáltica, construção de rede de galerias (águas pluviais), guias/sarjetas, sarjetões e bocas de lobos em ruas de terra da cidade.
“Por incrível que pareça, ainda temos ruas de terra em nossa cidade. Mas essa realizada irá mudar em breve. Nossa meta é iniciar as obras em maio deste ano”, disse o prefeito Cristiano Salmeirão, informando que provavelmente na próxima semana a licitação será publicada.
O governo municipal orçou em R$ 3.519.567,99 a obra, que irá beneficiar vias dos bairros Jardim São Braz; Residencial Monte Líbano; Quemil; Jardim Pinheiros; Vila Silvares; Parque das Nações; Colinas Park Residencial; Jandaia Residencial Park, Residencial das Aroeiras e Parque Residencial América.
A obra prevê 3 km de pavimentação asfáltica, ou seja, são ruas de terra que serão asfaltadas.
“Serão construídas 46 bocas de lobo e 7 sarjetões. Serão cerca de 800 metros de rede de galerias, além de 3.400 metros de guias de sarjetas”, disse o secretário de Obras de Birigui, Saulo Giampietro.
A assinatura da documentação para o processo licitatório ocorreu no gabinete do prefeito Cristiano Salmeirão.
“Estamos investindo R$ 20 milhões em melhorias da malha viária de Birigui. A qualidade do asfalto era a principal reclamação da população quando assumi a atual gestão”, completou o prefeito.
Obras de recapeamento estão em andamento em vários bairros da cidade, entre eles o Jardim Flamengo, Jardim Aeroporto e bairros vizinhos.

INVESTIMENTO
De janeiro de 2017 até o momento, a Prefeitura de Birigui investiu aproximadamente R$ 45 milhões em infraestrutura.
São verbas de emendas parlamentares, convênios, recurso próprio e financiamentos. A maior parte da verba foi investida em obras de recape, pavimentação, rede de galerias, guias/sarjetas e sarjetões.


Compartilhe esta notícia!