11.8 C
Araçatuba
quinta-feira, maio 19, 2022

Carlos Augusto Cotrim: o senhor eleições

Depois de 11 eleições em Araçatuba e 20 anos atuando no Cartório Eleitoral, Carlos Augusto Stocco Cotrim, 63 anos, está preparando-se para a merecida aposentadoria, no primeiro semestre de 2019. Portanto, o segundo turno das eleições para governador e presidente da República será a sua despedida do serviço público, mas como servidor. Após a aposentadoria, Cotrim vai propor ao Tribunal Regional Eleitoral, um projeto voluntário para ensinar cidadania às crianças. A proposta é percorrer várias regiões do Estado para mostrar a importância do voto consciente.
Carlos Cotrim nasceu em 28 de abril de 1955, em São Paulo. Formou-se em direito pela tradicional escola do Largo São Francisco (Universidade de São Paulo). “Meu primeiro ingresso público ocorreu no período de 07 de outubro de 1977 a 3 de março de 1982, junto ao 1º Tribunal de Alçada Civil, hoje absorvido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo”. No período de abril de 1982 atuou na iniciativa privada, no setor jurídico da Associação Brasileira do Alumínio (Abal)”, disse Carlos Cotrim, que no período de 1982 a 1996, atuou como autônomo.
O atual diretor do cartório eleitoral da 299ª Zona Eleitor voltou ao serviço público em 10 de setembro de 1996, atuando na Justiça Eleitoral. Ele chegou em Araçatuba no dia 12 de março de 1998, pois sua mulher Petronilha Aparecida Cunha Cotrim pertence ao quadro da Justiça Federal e estava lotada em Araçatuba. No dia 2 de maio de 2005, assumiu a direção do cartório.
São 20 anos de trabalho em Araçatuba e muitos fatos marcantes. Cotrim cita pelo menos três fatos que o marcaram muito. As eleições de 1998, a primeira com urnas eletrônicas. “Causou grande apreensão, pois se tratava de algo novo para a cidade”, disse ele. Já as eleições de 2000, segundo ele, foi marcada por muita propaganda eleitoral irregular. De acordo com Cotrim, foram muitas representações de propaganda. “Culminou com minha invasão junto a uma emissora de TV, amparado com ordem judicial, para retirada de programa do ar”, recordou. “Nesta eleição geral de 2018, em 1º turno, muita quantidade de fakes news”, acrescentou.
“Em minha opinião o voto é o único instrumento para assegurar os nossos direitos. A única forma de mudar é o eleitor votar com consciência, sem pensar em vantagens, tanto eleitores como candidatos”, disse ele sobre a democracia representativa.
Quanto à aposentadoria, Carlos Cotrim disse que deve ocorrer no ano que vem após a correição anual realizada pelo Juiz Eleitoral. A correição ocorre em março.
“Minha jornada foi muito gratificante. Tratar as pessoas com urbanidade. Hoje o cartório está muito mais preparado, tanto a nível de servidores quanto de equipamentos, pois contamos com dois servidores do Tribunal Regional Eleitoral e quatro cedidos pela Prefeitura e dois estagiários.

PROJETO PESSOAL
“Após minha aposentadoria pretendo propor ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral ministrar aulas de cidadania às crianças de ensino fundamental e adolescentes do ensino médio, pois entendo que o futuro do Brasil está nas mãos dos jovens. É semear bem para termos uma colheita boa no futuro”, disse Cotrim
Com mais de 23 anos de experiência na Justiça Eleitoral, tendo contato próximo com candidatos, eleitores, juízes e promotores, Carlos Cotrim desenvolveu seus próprios conceitos sobre eleições e democracia. Por isso, pretende levar esta experiência por meio de um projeto pioneiro no Estado, que é levar educação de cidadania aos estudantes – jovens e adolescentes. Seu projeto prevê um trabalho móvel, percorrendo várias escolas em diferentes cidades.
“Espero que o TRE aceite a minha colaboração espontânea, sem custo algum”, enfatizou o diretor do Cartório Eleitoral.

ACOMPANHAR DE PERTO
Cotrim reconhece o empenho e a dedicação de sua equipe no cartório. Porém, não abre mão de acompanhar tudo de perto. Na sua avaliação, a eleição mexe com as pessoas. Por isso, não pode haver margem para dúvidas. “Tudo devem funcionar perfeitamente, sem qualquer problema”, diz. Até mesmo as denúncias são acompanhadas de perto.

ANTÔNIO CRISPIM
Araçatuba

Ultimas Noticias