Home Cidades Araçatuba Acrepom comemora 23 anos com visita a município vizinho

Acrepom comemora 23 anos com visita a município vizinho

4 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

Uma entidade que deu dignidade a dezenas de pessoas que, um dia, tiravam seus sustentos de lixão. A Acrepom (Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais Recicláveis de Araçatuba) completou 23 anos neste mês.
Dentre as ações comemorativas, ocorreu uma visita de seus membros a Penápolis, onde conheceram o Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) e a Corpe (Cooperativa dos Recicladores de Penápolis).
Na primeira parada, os visitantes puderam assistir à exibição de vídeos explicativos sobre as atividades de saneamento realizadas no município vizinho, incluindo o trabalho da Corpe. Em seguida, visitaram as dependências da Corpe, onde puderam trocar experiências sobre os processos de coleta dos materiais e vendas.
A última vez que os membros da Acrepom haviam visitado a cooperativa de Penápolis ocorreu em 2000, quando a associação ainda estava em fase de estruturação. Desta vez, a Corpe apresentou suas conquistas até o presente momento, por meio de parcerias com a Fundação Banco do Brasil e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que auxiliam na aquisição de equipamentos, veículos e materiais para melhorar a infraestrutura disponibilizada atualmente.
Fundadora da associação, a vice-prefeita Edna Flor (PPS) destaca que, atualmente, a entidade conta hoje com 25 associados. As principais atividades são de coleta e reciclagem de material e também dá atendimento assistencial e psicológico aos coletores de materiais recicláveis. “Com esse trabalho, passaram a ter seus direitos básicos garantidos. Hoje, nenhum dos associados mora nas ruas. Os que têm casa moram em imóveis conseguidos pela própria entidade ou por doação de diocese em condomínio coletivo. Hoje, têm direito à moradia, alimentação…”
Ela ressalta que os associados recebem ainda em torno de um salário mínimo e meio, em média. E é feita toda a coleta de pessoas que ligam e de empresas. “Hoje, temos um número de pessoas que saíram do lixão e terminaram o ensino médio, já adentraram num curso superior. Temos assim uma melhoria nas condições de vida”, comemora.

ARNON GOMES
Araçatuba


Compartilhe esta notícia!