23.7 C
Araçatuba
domingo, agosto 7, 2022

VOTO REGIONAL: A IMPORTÂNCIA DO DEPUTADO FEDERAL E ESTADUAL

EVANDRO EVERSON DOS SANTOS

A pouco mais de um mês, precisamente, a partir de 16 de agosto, teremos o início da propaganda eleitoral, o que será permitido realizações de comícios, distribuição de materiais gráficos, caminhadas ou propagandas na internet e, respectivamente, entre 26 de agosto á 29 de setembro, será permitido veiculações gratuita de propagandas no radio e na TV. A legislação eleitoral dispõe desse instrumento para que candidatos aos cargos eletivos se apresentem aos eleitores e exponham seus projetos políticos. E, finalmente, no dia 2 de outubro, já no 1º turno, escolheremos nossos representantes na Assembleia Legislativa e na Câmara de Deputados.
Propositalmente, não dei ênfase na escolha dos postulantes aos cargos do Executivo, em razão de equivocadamente, as atenções já se concentrarem nos candidatos aos cargos majoritários, sem contar da probabilidade de haver 2º turno. Referido equivoco é devido ás propagandas eleitorais majoritárias serem voltadas ao Executivo, o que conduz o eleitor a dar mais atenção a esses candidatos. Ressaltando que a atenção á escolha ao postulante ao Executivo é tão importante quanto ao Legislativo, porém, não se pode deixar nenhum deles em segundo plano. Essa cultura política que atravessa séculos é o resultado de distorções criadas pelos próprios candidatos aos cargos do Executivo devido á retórica eleitoral em que ele vai resolver tudo, como criar e propor leis para “acabar com impostos”, “gerar empregos”, “diminuir a violência”, etc.
Retóricas essas que induzem a maioria das pessoas em acreditar que a aprovação de todas as propostas que melhorem o seu bem estar social e econômico dependesse somente do Presidente da República ou do Governador. Diante disso muitas vezes o eleitor é levado a deixar em segundo plano a atenção na escolha para Deputados Estaduais e Federais, cometendo engano que perdurará por quatro anos ou por décadas em razão de seu representante escolhido não ter vocação para legislar, liderar e não estar comprometido com os mesmos anseios de sua comunidade. Engana-se quem pensa que a atuação do Deputado possui menor relevância no cenário eleitoral.
Ao contrário, as grandes decisões que transformam a vida dos cidadãos e que repercutem nas cidades onde ele reside, trabalha, estuda e constitui família, a maioria são prerrogativas do Legislativo ou obrigatoriamente são decididas em plenário. No entanto, ainda há tempo de mudar esse cenário, principalmente no que diz respeito ao voto regional. Araçatuba e região, tem sentido muito no avanço de seu desenvolvimento social e econômico por falta de representantes orgânicos, ou seja, da própria cidade nos entes legislativos. Nas eleições passadas cidadãos araçatubenses e da região depositaram milhares de votos, elegendo candidatos sem nenhum vínculo e compromisso social e econômico com a região.
Esse voto, um dos instrumentos mais poderoso do exercício da cidadania é transformado no “voto inócuo”, aquele que não produz o efeito desejado. Em principio, Araçatuba tem pré-candidatos dispostos a tal missão, o qual o nobre eleitor terá melhor subsidio com a propaganda eleitoral para avaliar as ideias e propostas dos postulantes aos cargos almejados a fim de defender os interesses da região. É saber escolher. Boa sorte a todos.

Evandro Everson dos Santos é policial militar aposentado e economista

Ultimas Noticias