18 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 10, 2022

Prefeitura pode contrair empréstimo de até 30 milhões

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

Nessa semana, com oito votos favoráveis e quatro contrários, a Câmara de Andradina aprovou projeto de lei autorizando um crédito de R$ 30 milhões junto à Caixa Econômica Federal, para investimento em infraestrutura. Com a votação o Governo de Andradina fica autorizado a recorrer ao empréstimo para investimento em várias áreas da administração municipal. O secretário de Governo, Ernesto Júnior esclareceu que ter o crédito não significa que exista um único projeto a ser beneficiado com a ação, desfazendo a ideia da “fakenews” de que o dinheiro serviria somente para a construção de um novo paço municipal.
“Estamos aqui para esclarecer e deixar isso bem transparente. A ideia que os 30 milhões só seriam para construção do novo paço não existe, nem sabemos de onde tiraram isso, pois nós não temos nenhum projeto de orçamento para essa obra”, esclareceu.
Ele ressaltou que o dinheiro será utilizado “se houver necessidade”, pois primeiramente o Governo de Andradina busca os recursos sob forma de emendas parlamentares e para realização de projetos, mas o município tem crédito junto a Caixa, o que só é possível com as contas em dia.
“A votação garantiu uma autorização para que a gente possa ter lá na frente essa alternativa caso a gente não consiga através do Governo Estadual e Federal algum tipo de benefício que a cidade precisa para solucionar alguns dos problemas”, disse Ernesto Júnior.
O secretário citou como exemplo alguns problemas que podem ser solucionados como o “Buracão do Pereira Jordão”, o sucateamento da frota da Saúde, promover o asfaltamento total da cidade e até mesmo a construção do novo paço municipal, como foi colocado em discussões na rede social.
“O que acontece é que para cada um desses enfrentamentos os investimentos são bem menores dos que foram postos em debate nas redes sociais. Para se ter uma ideia, para asfaltar totalmente a cidade seriam necessários apenas R$ 14 milhões e o projeto do novo paço, que ainda não está totalmente fechado, o investimento é imensamente menor do que o especulado”, disse.

A polêmica
Sobre a polêmica da construção do novo Paço Ernesto Júnior explanou que isso estava no Plano de Governo de Mário Celso Lopes e que foi amplamente explanado.
O motivo da construção de uma estrutura completa para atender ao cidadão é centralizar todos os atendimentos e fazer com que o município deixe de pagar um alto valor apenas com o aluguel de prédios para instalar todos os seus departamentos.

Ultimas Noticias