21.9 C
Araçatuba
sábado, maio 21, 2022

Estado fecha o primeiro mês do ano com a menor taxa de homicídios da série histórica

DA REDAÇÃO – SÃO PAULO

O Estado de São Paulo terminou o primeiro mês deste ano com a menor taxa de homicídios dolosos da série histórica, iniciada em 2001. No período, as mortes intencionais recuaram, assim como os roubos seguidos de morte e estupros. Os roubos a banco e as extorsões mediante sequestro permaneceram estáveis.

No mês passado, os homicídios dolosos tiveram queda de 16,9% na quantidade de casos e recuo de 15,3% no número de vítimas, se comparado a janeiro de 2021. O primeiro indicador passou de 284 para 236 e o segundo oscilou de 295 para 250. Os totais são menores desde 2001.

Com as reduções, as taxas dos últimos 12 meses (de fevereiro de 2021 a janeiro de 2022) ficaram em 6 ocorrências e 6,31 vítimas de morte intencional para cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices são os menores desde 2001.

Nos latrocínios houve queda de três boletins e três vítimas no primeiro mês deste ano, em relação a igual período do ano anterior. Ambos os indicadores passaram de 16 para 13 – a menor somatória da série.

Os estupros seguiram a tendência e também diminuíram. Em janeiro deste ano houve 921 ocorrências desta natureza, contra 1.095 em igual mês de 2021.

 

Outros indicadores

No mês passado o território paulista contabilizou um caso de roubo a banco e três de extorsão mediante sequestro, assim como ocorreu em janeiro de 2021.

Em contrapartida, outros indicadores criminais cresceram no primeiro mês do ano, em comparação a igual período do ano anterior.

Os furtos em geral e de veículos subiram 21,7% e 22,5%, respectivamente, com um total de 42.550 e 7.045 ocorrências.

Parecido ocorreu com os roubos em geral e de veículos. O primeiro teve elevação de 6,4%, com o registro de 20.474 boletins. O segundo cresceu 3,2%, somando 2.869 registros.

Em janeiro de 2022 houve dois boletins a mais de roubo de carga, em relação a igual mês de 2021, quando foram contabilizados 570 casos.

 

Produtividade

O trabalho das polícias paulistas, em janeiro, no Estado, resultou em 11.188 prisões e na apreensão de 762 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 2.586 flagrantes por tráfico de entorpecentes.

 

Ultimas Noticias