27.1 C
Araçatuba
segunda-feira, junho 27, 2022

Andradina intensifica ações de combate e “bloqueio” após morte por leishmaniose

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

A Secretaria de Saúde de Andradina intensificou as ações de combate e “bloqueio” após a confirmação de uma morte por leishmaniose visceral em 2022. A vítima é uma mulher de 85 anos que veio a óbito no mês passado em um hospital particular de Araçatuba.

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Andradina informou que realiza bloqueios e ações recomendadas pelo Ministério da Saúde no bairro onde a idosa morava.

Seguem as ações de inquérito humano, inquérito canino e manejo ambiental para evitar a proliferação da doença. O trabalho desenvolvido em Andradina é considerado exemplar possuindo uma equipe em total condição de efetuar as campanhas e ações preventivas.

 

A DOENÇA

A leishmaniose visceral é uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico e, se não tratada, pode levar a óbito até 90% dos casos..

 

SINTOMAS

Os principais sintomas da doença são: febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso

fraqueza, redução da força muscular, anemia.

 

TRANSMISSÃO

A doença é transmitida por meio da picada de insetos conhecidos popularmente como mosquito palha, asa-dura, tatuquiras, birigui, dentre outros. Estes insetos são pequenos e têm como características a coloração amarelada ou de cor palha e, em posição de repouso, suas asas permanecem eretas e semiabertas.

A transmissão acontece quando fêmeas infectadas picam cães ou outros animais infectados, e depois picam o homem, transmitindo o protozoário Leishmania chagasi, causador da Leishmaniose Visceral.

TRATAMENTO

Apesar de grave, a leishmaniose visceral tem tratamento para os humanos. Ele é gratuito e está disponível na rede de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Os medicamentos utilizados atualmente para tratar a LV não eliminam por completo o parasito nas pessoas e nos cães. No entanto, no Brasil o homem não tem importância como reservatório, ao contrário do cão – que é o principal reservatório do parasito em área urbana.

 

PREVENÇÃO

A prevenção da Leishmaniose Visceral ocorre por meio do combate ao inseto transmissor. É possível mantê-lo longe, especialmente com o apoio da população, no que diz respeito à higiene ambiental. 

RISCO – A doença é transmitida pelo mosquito após contato com o animal contaminado
REPRODUÇÃO

 

 

 

Ultimas Noticias