Plantão Policial

Beneficiado por ‘saidinha’ é morto a tiros em frente da casa de parentes

 

FOTO CEDIDA: THIAGO AUGUSTO

O fim de semana foi de violência em Araçatuba. Um homem de 32 anos, beneficiado pela saída temporária do Dia dos Pais, foi morto a tiros em frente da residência de familiares, na rua Valparaíso, no bairro Umuarama, na tarde de domingo (11). O autor do assassinato, de 30 anos, foi preso alguns minutos após o crime no bairro Porto Real 2.

 

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a vítima, identificada como Anderson Luis Lopes Leal estava no local quando o indiciado Orlando Flores D’Avila teria chegando em uma motocicleta Honda/Biz e disparado, pelo menos, seis tiros de calibre 380 contra Leal. Na sequência, o autor fugiu da cena.

 

A vítima chegou a ser socorrida com vida por uma unidade do Resgate até o pronto-socorro da Santa Casa, mas já chegou sem vida à unidade hospitalar. Policiais militares receberam informações a respeito dos fatos e dirigiram-se até o endereço. A área foi isolada para o trabalho da perícia técnica. Os peritos encontraram seis cápsulas.

 

Após informações irradiadas pelo Copom (Central de Operações da Polícia Militar), as equipes foram até a rua Igor Dourado e Castro e conseguiram localizar o suspeito do crime. A mesma moto vista por testemunhas estava na residência. O homem negou as acusações e foi levado até a delegacia, onde prestou depoimento.

 

Uma testemunha conseguiu reconhecê-lo como autor dos disparos. Diante disso, o delegado plantonista decidiu realizar a prisão em flagrante do indiciado por homicídio. Ele já tinha passagens criminais por tráfico de drogas, homicídio e roubo. A arma utilizada na ação não foi localizada.

 

MOTIVAÇÃO

 

Segundo o boletim de ocorrência, o assassinato de Leal teria ocorrida por uma desavença entre ele e o suspeito há alguns anos. Uma irmã de D’Avila na época perdeu uma filha bebê e foi responsabilizada pela morte. A população tentou linchá-la e ameaçou até mesmo a incendiar sua residência, o que de fato se consumou. Para o suspeito, Leal teria sido o responsável pelo incêndio e, por isso, acabou morto.

 

A vítima cumpria pena por homicídio no CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Tremembé e foi beneficiado pela saída temporária do Dia dos Pais. O corpo dele foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exame necroscópico. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias.

Já o investigado passou por audiência de custódia na manhã de segunda-feira (12) e depois foi transferido para o Centro de Detenção Provisória de Nova Independência, onde deverá aguardar vaga em alguma unidade prisional da região. A Polícia Civil abriu inquérito para continuar investigando o caso.

Comment here