Foi enterrado no início da tarde de quarta-feira (17) o corpo de R.P., 58 anos. Ela foi morta com pelo menos oito golpes de faca pelo ex-companheiro, J.B., 54, na tarde de terça-feira (16). A vítima estava finalizando o tratamento contra o câncer, conforme informações dos familiares e era uma pessoa muito querida e bondosa por todos. O autor passou por audiência de custódia e foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Nova Independência.

 

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, os dois tinham um relacionamento amoroso que começou em 2015. Acontece que a mulher não sabia que o namorado tinha um passado marcado por homicídio e tentativas de assassinato. Ele havia saído recentemente da prisão onde cumpriu mais de 20 anos de pena.

 

Segundo o delegado responsável pelo registro da ocorrência, Ronaldo Marcos Jacob, a vítima terminou o relacionamento há cerca de dez dias, mas o indiciado não aceitava e foi até a casa dela na manhã de terça para tentar reatar. Os dois tiveram uma discussão e o homem fez ameaças. Algumas horas depois, já durante a tarde, ele voltou à residência, aparentemente embriagado, armado com uma faca e a golpeou, sem dar chance de defesa alguma.

 

Depois de cometer o crime, o assassino confesso foi para a casa da mãe, onde foi localizado dormindo no sofá da sala por policiais militares. Ele levou as equipes até um local que havia jogado a faca. O objeto foi apreendido. Na delegacia, o investigado confessou tudo.

 

“Ele foi frio, não quis dar muitos detalhes a respeito do crime, mas confirmou que realmente matou a ex-companheira e tinha passado todo o dia ingerindo bebida alcoólica em um bar”, disse o delegado à reportagem.

 

O acusado vai responder por feminicídio e, caso condenado, poderá pegar até 30 anos de prisão.

 

CÂNCER

 

A reportagem esteve no velório da vítima e conversou com familiares. Eles informaram que a mulher estava vencendo um câncer e encontrava-se nos últimos estágios do tratamento. Sempre foi uma pessoa bondosa, disposta a ajudar o próximo e não sabia do passado obscuro do ex-convivente. Até mesmo os parentes foram surpreendidos com as revelações. O corpo foi sepultado no cemitério de Guararapes por volta das 13h de ontem.

Mostrar mais
Carregar mais em Plantão Policial

Veja também

Incêndio atinge ferro velho perto de posto de combustíveis

FOTO CEDIDA: ILHA DE NOTÍCIAS Um incêndio de grandes proporções atingiu um ferro velho na …