Plantão Policial

Pedreiro embriagado foge da polícia, quase atropela policial e é preso em seguida

Um pedreiro de 41 anos de idade foi preso depois de ser flagrado dirigindo embriagado, fugir da polícia em alta velocidade, quase atropelar uma policial e danificar o vidro da viatura, em Araçatuba. O caso aconteceu na tarde de quarta-feira (10), no bairro Porto Real, zona norte do município.

 

Segundo informações do boletim de ocorrência, os policiais faziam patrulhamento quando receberam um chamado via Copom (Central de Operações da Polícia Militar) para atendimento de uma ocorrência de perturbação de sossego pelo bairro Jardim Esplanada.

 

A viatura deslocou-se até o endereço e lá chegando encontrou o autor dentro de um veículo GM/Vectra. Ao descer do automóvel, os PMs perceberam que o indiciado apresentava sinais de embriaguez, como olhos  avermelhados, fala pastosa e odor etílico. Enquanto as equipes olhavam a documentação, o suspeito entrou no carro e fugiu em alta velocidade por diversas ruas e avenidas da cidade, colocando em risco a vida de outros motoristas, motociclistas e pedestres, já que ele não respeitou nenhuma sinalização.

 

Em determinado momento, já pela rua Aguapeí, o indiciado foi fechado por um caminhão e teve que parar. Nesse instante, a policial que estava na viatura desceu para fazer a abordagem e por pouco não foi atropelada. O homem engatou marcha ré e quase atropelou a PM. Ele conseguiu fugir por mais alguns quilômetros.

 

Por sorte, a policial não ficou ferida, pois se jogou na rua. A perseguição continuou até a rua João Ferreira dos Santos, no bairro Porto Real. Com o apoio de outras viaturas, o pedreiro foi detido tentando guardar o veículo na garagem. Ele estava bastante alterado e teve que ser algemado. Ao ser colado no compartimento de presos da viatura, o autor começou a bater a cabeça contra o vidro e dizia a todo o momento que iria processar o Estado.

 

Toda a ação foi filmada. Depois de ser preso, o motorista teve que passar por atendimento médico no pronto-socorro da Santa Casa, onde as equipes fizeram sutura nos cortes que sofreu. Ao realizar o teste do bafômetro, o resultado foi de 1,10 miligramas de álcool por litro de ar alveolar, o que configura o crime de embriaguez ao volante.

 

O suspeito foi levado até a delegacia, onde permaneceu preso pelo crime. Antes de entrar na cela da carceragem, ele também ficou se debatendo, na tentativa de alegar que poderia ter sido agredido pelos policiais. Segundo o registro policial, essa cena também foi filmada por câmeras de segurança da Central de Flagrantes. O indiciado permaneceu à disposição da Justiça e um inquérito foi aberto pelo terceiro distrito policial do município para dar andamento às investigações sobre o caso. O carro teve que ser apreendido e guinchado até o bairro Jussara.

Comment here