Home Plantão Policial Polícia cumpre mandados na região contra célula de facção

Polícia cumpre mandados na região contra célula de facção

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

A Polícia Civil deflagrou na quarta-feira (03) uma operação contra uma célula de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios. Intitulada de ‘Welfare’, bem-estar em português, os policiais de várias regiões do estado, inclusive de Araçatuba, cumpriram mandados de prisão e busca e apreensão. Os trabalhos foram coordenados pelo Deinter-8, com sede em Presidente Prudente. Na região de Araçatuba, quatro mandados de prisão foram cumpridos, muitos deles contra detentos que já estavam presos. Entre os detidos está um homem apontado como o organizador de todo o esquema.

A operação contou com o apoio do Ministério Público e de agentes penitenciários. Ao todo foram cumpridos 38 mandados de prisão temporária, 46 mandados de busca e apreensão, 16 buscas administrativas pelo GIR (Grupo de Intervenção Rápida). Também foi solicitado o bloqueio bancários de 38 CPFs envolvidos no esquema.

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, as investigações duraram seis meses. Os policiais descobriram o funcionamento de uma célula dentro da organização criminosa que, através de rendimentos provenientes do tráfico de drogas, cooptava novos integrantes para a facção com ofertas de fretamento de ônibus para familiares de presos, pagamentos de despesas com aluguéis e tratamentos de saúde. Em contrapartida, os novos integrantes cediam suas contas bancárias para a lavagem de dinheiro.

“Essa célula, denominada “sintonia de ajuda”, foi organizada com atribuições específicas. Alguns detentos são responsáveis pela contabilidade e autorização da ajuda solicitada; esposas/companheiras de presos e outros familiares emprestam suas contas bancárias; integrantes da facção que estão fora dos presídios ficavam responsáveis pelo recolhimento dos valores juntamente com os titulares das contas bancárias. Os cartões ficavam na posse dos organizadores da sintonia e quando o saque excedia o limite permitido pelo autoatendimento, o titular da conta realizava o saque direto no caixa, na companhia do “recolha” (responsável pelo transporte)”, informou a polícia.

A ação policial desencadeada nesta data teve por objetivo, também apreender documentação relacionada às contas bancárias já apuradas e que são utilizadas para a lavagem de capitais, bem como verificar a existência de outras pessoas envolvidas na conduta criminosa. Os envolvidos vão responder por organização criminosa, lavagem de capitais e tráfico de drogas.

REGIÃO

Na região, quatro pessoas tiveram a prisão temporária decretada. Uma delas já encontra-se presa na Penitenciária Nestor Canoa, em Mirandópolis. Segundo apurado pela reportagem, o homem seria uma das lideranças da célula. Com ele foram encontradas anotações referentes à contabilidade do tráfico de drogas.

Já em Valparaíso, dois mandados de prisão e quatro de busca e apreensão foram cumpridos durante a manhã. Por fim, em Birigui, os policiais prenderam uma pessoa e fizeram buscas em dois locais.


Compartilhe esta notícia!