Plantão Policial

Homem que matou adolescente é condenado a 16 anos de prisão

A Justiça de Araçatuba condenou a 16 anos de prisão em regime fechado José Milton Júnior que matou um adolescente de 15 anos de idade com golpes de faca no bairro Umuarama. O crime ocorreu em abril de 2014.

 

O julgamento foi presidido pelo juiz de direito Danilo Brait e durou cerca de sete horas. A defesa do réu queria a absolvição dele por negativa de autoria. Além disso, gostaria de retirar as qualificadoras interpostas pelo promotor do Ministério Público Adelmo Pinho, tais como o motivo torpe, o recurso que dificultou a defesa da vítima e o meio cruel.

 

Apesar disso, os jurados não absolveram o acusado de nenhum dos pedidos. O juiz decidiu condená-lo a 16 anos de prisão, em regime fechado, sem ter o direito em recorrer em liberdade.

 

O assassinato ocorreu por volta das 20h45. Segundo a denúncia, o crime ocorreu por conta de um homem, identificado pelas iniciais B.S.V., já falecido (ele foi assassinado pouco mais de um ano depois, no dia primeiro de maio de 2015, em Araçatuba). O rapaz tinha desavenças em razão de que o adolescente teria assediado sua amásia. Por conta disso, o falecido decidiu se vingar e matar o menor com a ajuda de Júnior.

 

Na noite do homicídio, o réu conduzia uma moto e o homem morto um ano depois estava na garupa. Os dois estavam decididos a matar Garcia. Eles o encontraram andando pela via pública, desceram da moto e foram até o seu encontro. Júnior sacou uma faca, enquanto o comparsa vigiava.

 

O adolescente reconheceu a dupla e passou a implorar pela vida, pedindo desculpas a ‘Zé’. Na sequência, o acusado começou a desferir diversos golpes de faca contra o menor. Mesmo ferido, a vítima tentou correr até a rua João Batista Botelho, onde foi perseguida e esfaqueada mais vezes. Os golpes atingiram a região cervical, face, tórax, mão e pescoço do rapaz. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. A faca utilizada no assassinato foi deixada ao lado do corpo.

 

Comment here