Plantão Policial

Casal é multado em R$ 7 mil por pesca irregular na região

Um casal, que não teve a idade divulgada, foi multado em sete mil reais e vai responder por crime ambiental após ser flagrado com 140 quilos de peixes pescados de forma irregular, em pleno período da piracema, época de reprodução das espécies.

O caso aconteceu no rio Aguapeí, no município de Lucélia, localizado no Oeste Paulista. Os peixes foram doados ao Lar de Idosos São João, em Araçatuba, que atualmente passa por dificuldades financeiras.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, os dois suspeitos possuem um bar próximo à ponte do rio. Durante a noite de terça, policiais ambientais faziam patrulhamento quando viram a investigada. Ela demonstrou certo nervosismo, o que chamou a atenção das equipes.

Logo em seguida, os policiais decidiram fazer campana em um local próximo para observar a movimentação. Foi nesse momento que a mulher soltou rojões, uma forma de alertar os outros pescadores que pescam de forma irregular. Quando o marido e ela entraram em um veículo acabaram sendo abordados.

A polícia encontrou 140 quilos de diversos peixes, como pintado, piapara, corimba, piau e dourado. Além disso, também foram apreendidas redes e tarrafas utilizadas para a captura. Os rojões também foram localizados. Os dois foram autuados cada um em R$ 3.500,00 e vão responder por crime ambiental.

PIRACEMA

A piracema começou no dia primeiro de novembro e vai até 28 de fevereiro de 2019. É um fenômeno que ocorre com diversas espécies de peixes ao redor do mundo. O processo recebe esse nome porque, todos os anos, eles nadam rio acima para realizar a desova. Durante a piracema, os peixes nadam contra a correnteza. Esse processo é extremamente importante para o sucesso reprodutivo, uma vez que o esforço físico aumenta a produção de hormônios e causa a queima de gordura.

Segundo a lei 7.653, de 12 de fevereiro de 1988, é proibido pescar no período em que ocorre a piracema, nos cursos d’água ou em água parada ou mar territorial, no período em que tem lugar a desova e/ou a reprodução dos peixes. Caso a medida seja descumprida, o pescador poderá ser multado e ter o direito de pescar suspenso por meses.

Comment here