Plantão Policial

Homem quase tem mão decepada por ajudante armado com facões

Um ajudante de 38 anos foi preso em flagrante na noite do último sábado (27) por tentativa de homicídio e lesão corporal. Ele agrediu com golpes de facões uma dona de casa, de 25 anos e um homem de 46 anos de idade. O caso aconteceu no bairro Jusssara, em Araçatuba.

Segundo informações do boletim de ocorrência, policiais militares faziam patrulhamento nas imediações quando foram acionados via Copom (Central de Operações da Polícia Militar) para atendimento de uma briga na rua João Batista Marques da Silva.

As equipes se deslocaram para o endereço e chegando lá encontraram o autor com um dos facões na mão. Ao ver a viatura, ele jogou o objeto no asfalto. O homem foi ouvido e disse que a esposa havia se envolvido em uma briga com a dona de casa e, para defendê-la, armou-se com os facões e golpeou as vítimas.

A mulher contou em depoimento que após a discussão, o suspeito voltou para a residência onde mora e pegou os objetos cortantes. Ao retornar para a via pública, ele fez diversas ameaças de morte e tentou atingi-la. Em uma das tentativas, o auxiliar de serviços gerais entrou no meio da briga e acabou sendo atingindo por um corte profundo na mão, quase a decepando.

Não satisfeito, o indiciado ainda ameaçou colocar fogo na casa das vítimas, quando a Polícia Militar chegou para o atendimento da ocorrência. Diante disso, uma equipe do Resgate, do Corpo de Bombeiros, foi acionada e prestou os primeiros socorros ao homem. Ele foi encaminhado até o pronto-socorro da Santa Casa, onde recebeu atendimento.

As equipes médicas constataram que a vítima sofreu diversas lesões nos tendões e na musculatura da mão. Ele permaneceu internado e passaria por uma cirurgia.

PRISÃO

O ajudante recebeu voz de prisão e foi levado até a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. Os facões e um pedaço de madeira foram apreendidos e passariam por perícia técnica. O delegado plantonista manteve a prisão em flagrante por tentativa e lesão corporal. O autor permaneceu à disposição da Justiça.

A Polícia Civil abriu um inquérito pelo quarto distrito policial do município para dar andamento às investigações. O motivo da discussão não foi divulgado. Nos próximos dias, os envolvidos deverão ser novamente ouvidos para a finalização do inquérito.

Comment here