Plantão Policial

Ex-assessor denuncia vereador de assédio sexual

O vereador de Andradina, Mário Henrique Cardoso, o Mário Gay, está sendo acusado pelo ex-assessor K.P.M., 21 anos, de assédio sexual. O boletim de ocorrência foi registrado no dia 12 de julho, mas somente agora tornou-se público.

O advogado do ex-assessor, Auro Wilson Fávaro, disse que foram anexadas várias provas, como o celular com as mensagens trocas entre o vereador e ex-assessor. Em uma rede social, uma mulher, publicou um desabafo. Ela disse que foi agredida pelo vereador dentro da Câmara. As agressões não continuaram porque um assessor da presidência o segurou.

Conforme foi publicado por veículos de Andradina, como Impacto On-Line e O Foco, algumas provam mostram as investidas do vereador sobre o assessor desde o mês de junho. Além do assédio sexual, gravações e mensagens evidenciam o uso do assessor fora do horário de expediente e até mesmo para serviços particulares. Cansado das investidas e do assédio de Mário Gay, o assessor K.P.M. decidiu, no dia 12 de julho, registrar boletim de ocorrência fazendo a denúncia. Houve a exoneração do cargo.

REPERCUSSÃO

A denúncia de assédio provocado pelo vereador teve repercussão. Na manhã de ontem, o jornalista apresentado por Ricardo Boechat, ba BandNews FM, tratou a questão de forma humorada.

DESABAFO

A mulher que fez o desabafo em rede social disse que nunca tinha conversado com Mário Gay. Ela estava na Câmara para conversar com outro vereador quando foi interpelada por ele, que usou palavras depreciativas. As agressões verbais transformaram-se em física. “O vereador partiu para cima de mim, para dar em minha cara, consegui desviar meu rosto mais o soco pegou em meu braço e o mesmo com suas unhas me arranhou bruscamente.

Lá estava um advogado e um assessor do presidente da Câmara que o seguraram para não me agredir mais”, diz a mulher, que cobra um posicionamento dos demais vereadores.

DA REDAÇÃO – Andradina

Comment here