Compartilhe esta notícia!

Muitos fatores contam na hora de escolher qual profissão seguir. Interesses, habilidades, faixa salarial e receptividade pelo mercado de trabalho são apenas alguns ângulos que costumam ser observados no momento de se decidir. Há, inclusive, quem veja os pais como inspiração e, por isso, escolha a mesma profissão que algum deles, afinal, filho de peixe, peixinho é. Esse é o caso do advogado e atual vereador de Andradina, Geraldo Shiomi Junior, que se inspirou em seu pai ao decidir cursar Direito, tendo se formado em 1985.
Ele também é graduado em Estudos Sociais e pós-graduado em Processo Civil e em Direito Público. Shiomi conta que, no início de sua carreira, atuou nas áreas civil e criminal, porém, após algum tempo, decidiu seguir a área cível-empresarial (envolvendo as questões civil, contencioso, administrativo, fiscal e trabalhista), não apenas por se identificar com essas áreas, mas também pela expectativa de estabilidade financeira.
Ele conta que não se imagina exercendo outra profissão, porque, desde a infância, nutriu o sonho de ser advogado. “Exerço o Direito como um sacerdócio e como condição vital”, afirma.
Shiomi é, atualmente, vereador de Andradina e está cumprindo seu primeiro mandato. Ele explica que sua vivência como advogado o ajudou muito a desempenhar melhor seu trabalho como vereador, uma vez que ele já estava familiarizado com toda a sistemática processual e legislativa.
“A princípio, eu não tinha interesse em me candidatar a qualquer cargo ou função pública, embora tenha sido eleito presidente da Ordem dos Advogados do Brasil para a subsecção de Andradina e exercido por 10 anos. Entretanto, por ter sido invocado por amigos, conhecidos e por alguns setores empresariais, acabei por decidir ser candidato à vereador. Ao ser eleito, tive a sensação de que toda minha carreira, minha conduta e meu passado valeram a pena. Eu obtive uma votação bastante expressiva”, conta Shiomi.
Ele faz parte, inclusive, da comissão que participou da cassação do vereador de Andradina, Mário Henrique Cardoso, que foi acusado por assédio moral e sexual. “Desde quando a denúncia foi recebida pela Câmara Municipal, passei a fazer parte das comissões; primeiro da Comissão Especial de Inquérito aberta para apurar possível quebra de decoro parlamentar do vereador, que teria praticado e/ou protagonizado diversas cenas e situações indecorosas com a população e com jornalistas e, posteriormente como membro Relator da Comissão Processante que acabou por culminar com a cassação do referido vereador. Após o desenvolver do processo, tendo em vista o farto conjunto probatório, elaborei o relatório final recomendando a cassação do vereador, por entender que não há como se admitir esse tipo de conduta do agente público/político e, como sempre zelei por uma conduta ilibada e por bom conceito moral, não tive dúvidas e recomendei o afastamento do vereador”, explica Shiomi. Ele acrescenta que tratou-se de uma medida justa e correta, em respeito à população e ao interesse público. “Felizmente, quase que de forma unânime, o relatório foi aprovado e, via de consequência, cassado o mandato do vereador”, afirma.
O advogado e vereador Geraldo Shiomi Júnior responde, também, pela área jurídica da Organização Social Santa Casa de Andradina.

FAMÍLIA
Shiomi nasceu na cidade de Lins- SP, mas reside em Andradina há 50 anos. Ele tem, atualmente, 57 anos de idade, é casado com Vanessa Mendes Abido Shiomi e tem três filhos: Geraldo Shiomi Filho, Maristella Larissa Apolinário Shiomi e Laís Abdala Nobrega Shiomi.

Paula Santos
Araçatuba


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em ETC

Veja também

Garoto vítima de bullying recebe apoio mundial

Compartilhe esta notícia!Letícia Gonçalves Um garotinho australiano de apenas 9 anos deixo…