ETC

LUIZ RENATO TOZIN: Um novo estilo de cuidar do corpo

Futebol, futsal, judô, karatê, muay-thai, basquetebol, bicicleta e handebol. Esses são apenas alguns dos esportes já praticados pelo personal trainer e sócio majoritário da academia Class Prime de Araçatuba, Luiz Renato dos Santos Tozin.
Formado em Educação Física (Bacharel) pelas Faculdades Integradas de Bauru (FIB), Tozin acumula especializações, tendo se tornado especialista em Grupos Especiais e personal trainer. Além disso, realizou um curso de formação de gestor pela empresa de educação corporativa de São José do Rio Preto, Cegente e cursou MBA à distância em Administração e Finanças pelo Centro Universitário Internacional (Uninter).
Ele conta que, até o 3º ano do Ensino Médio, não sabia em qual área gostaria de atuar, tendo prestado vestibular para Educação Física em três faculdades e se arriscado também em fisioterapia, administração e letras. Após passar em todos os vestibulares, Renato conta que ficou confuso, mas, por ter sido sempre muito ligado aos esportes e devido à Educação Física ter sido avaliada como profissão do futuro, optou por ingressar na área.
Ele conseguiu uma vaga no mercado de trabalho logo no primeiro semestre da faculdade, quando prestou um concurso e entrou na Prefeitura de Bauru para trabalhar em um projeto chamado PET (Programa de Encontro da Turma), que dava assistência a crianças carentes. Elas participavam do PET no contra turno escolar, quando desempenhavam atividades junto a pedagogas e ao Renato, que atuou durante um ano e meio na área de Educação Física. “Eu acordava 4h30, pegava um ônibus que demorava 1h30 para chegar ao local de trabalho e ainda esperava por 1h00 para abrir. Para voltar, eram dois ônibus ou 10 km a pé. Eu tinha muito amor e vontade, porque ganhava R$103,82, quantia que não custeava nem mesmo os ônibus”, relembra Tozin.
Ele ainda conta que trabalhou voluntariamente, durante cerca de seis meses, com a equipe de atletismo de Bauru, quando tinha a mesma rotina que a anterior. “Passei também em um concurso no Sesi (Serviço Social da Indústria) para atuar como estagiário. Foi fantástico! Tive que trabalhar com coisas que eu não gostava, como ginástica em sala para grupos e hidroginástica, o que foi uma enorme dificuldade e superação. Eu era muito tímido e acabei melhorando bastante por isso. Ainda no Sesi, trabalhei com crianças no período de férias e isso me rendeu várias festas infantis nos finais de semana, pois eu era o tio engraçado”, conta.
“Ali também, comecei a descobrir minha outra paixão: processos e pessoas. Fui responsável, por dois anos, pela organização dos Jogos Industriários do Sesi (Jois), ficando mesmo à frente dos meus chefes. Toda essa responsabilidade foi uma tarefa muito difícil e interessante. Trabalhei tanto durante esse estágio que, quando meu contrato, que vencia no final do ano, ia acabar, eu tinha dois meses de horas extras para descontar”, relembra.
Renato conta que, quando se formou, se sentiu um pouco perdido, pois as academias pagavam menos do que ele ganhava como estagiário do SESI. Ainda assim, trabalhou em duas academias de trânsito livre e teve excelentes relacionamentos com os alunos por oferecer atendimento diferenciado. Foi quando decidiu procurar uma oportunidade melhor, já que, mesmo formado, trabalhava 10 horas por dia e recebia o salário de R$723,00. “Levei meu currículo na Corpore, por indicação de um amigo, realizei todos os processos seletivos e fui para treinamento em São José do Rio Preto durante duas semanas. Foi onde começaram as perspectivas de mudanças. Comecei a trabalhar ali como personal trainer e me encontrei profissionalmente”, conta Tozin.
Após nove meses atuando na Corpore, se tornou coordenador de eventos e iniciou alguns treinamentos da própria rede para, possivelmente, gerenciar uma das academias que poderiam inaugurar. Após um ano, se tornou coordenador geral e, com anos e meio, participou de um processo seletivo para ser sócio e gestor de uma das próximas unidades. Diante do desafio de superar os concorrentes, que eram todos mais velhos que ele (de idade e de casa), Renato poupou dinheiro e leu todos os livros passados. Após longos meses de estudo, foi o escolhido para gerenciar e ser sócio da unidade de Araçatuba.
Renato ainda conta que, em novembro de 2018, realizou um de seus sonhos, que era se tornar sócio majoritário de uma unidade. “Acabei negociando com a rede por dois anos e meio e me desvinculando, montando uma nova sociedade independente, conhecida agora como Class Prime”, explica.
Ele explica que seu grande desafio, desde o começo, “foi conseguir entender que na posição de dono, você nunca vai agradar à todos, que o desafio é constante, que você acorda e dorme pensando em como trazer mais benefícios para os clientes, resultados para os parceiros e entender que, a partir daí, você será bem rentabilizado e não o contrário. Gerenciar processos não é fácil, gerenciar pessoas, menos ainda. Fiz faculdade de Educação Física e especializei-me no mesmo segmento e, como a grande maioria das faculdades, ela te prepara para ser empregado e não para ter seu próprio negócio. Busquei me especializar, ler inúmeros livros, fazer diversos cursos e especializações na área de gestão administrativa e de pessoas. Afinal, tenho em mente que todos os dias eu tenho que estar ao menos um passo, 1% a frente do que era ontem e isso tem me ajudado muito, inclusive a montar uma equipe de extrema qualidade”, afirma Tozin.
Ele conta que seu grande sonho é atingir a independência financeira até os 40 anos, porém, não pretende parar de trabalhar nunca. Sua meta é ter uma rede de academias e, para tanto, já deu o primeiro passo.
Renato lida com seus clientes buscando trabalhar de maneira personalizada e com metas a curto, médio e longo prazo, a fim de oferecer um atendimento diferenciado, bem como auxiliar cada cliente a traçar metas, criar passos, avaliar e reavaliar constantemente, proporcionar eventos em grupos aos finais de semana, participar e estimulá-los a participar de corridas, se envolver com todos fora do ambiente de trabalho e entender suas dificuldades.
“Pressa todos nós temos, afinal, hoje em dia, com a tecnologia, tendemos a querer tudo para ontem. Mas quem direciona a velocidade dos resultados é você mesmo. Aplicação, determinação e compromisso são o que ajusta a velocidade dos resultados. Claro que não é fácil, mas você pode fazer ficar fácil. Gosto muito de usar a estratégia dos mini-hábitos, que é bem legal e fácil de entender. Por exemplo: você tem preguiça ou procrastina muito e não inicia sua atividade; pense agora em uma meta curtíssima, como: hoje vou andar um quarteirão – isso mesmo, um quarteirão apenas. Amanhã, você se propõe a se inscrever em uma academia; depois, a treinar uma vez na semana; posteriormente, duas; até adquirir o hábito, como se fosse escovar os dentes”, conta.
Atualmente, na academia Class Prime, que é comandada por Renato, são oferecidas aulas de treinamento em pequenos Grupos de até 8 pessoas, Personal Trainer especializado e atendem nutricionista, pscicóloga, fisioterapeuta especializado em traumatologia e ortopedia e duas fisioterapeutas dermato funcional (estas que realizam drenagem, massagens variadas, limpeza de pele, carboxiterapia, microagulhamento, etc.). A academia se localiza à rua Cândido Portinari 209, Jardim Nova Iorque.

FAMÍLIA
Renato é filho de José Luiz Tozin e Maria de Lourdes dos Santos Pereira Tozin, pessoas que o inspiram a conquistar seus objetivos. Ele é casado com Nathália Fernanda Tozin e é pai de Felipe Marques Tozin.

Paula Santos
Araçatuba

Comment here