Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Três Lagoas (SEMEC) realizou na manhã desta quinta-feira (13) para gestores, coordenadores, professores e demais profissionais da Rede Municipal de Ensino (REME), a palestra online “Um novo normal na educação. Como nos prepararmos?” que integra o projeto de formação “Desafios Pedagógicos em tempo de pandemia”.^

Segundo a diretora pedagógica, Angela Brito, “o projeto surgiu a partir da nova experiência educacional em que todos nós educadores estamos vivendo, a partir da pandemia do novo coronavírus no mundo e no Brasil, e não poderia ser diferente em Três Lagoas”, disse.

Angela explicou ainda que o Projeto faz parte do Plano de Ação para retorno as aulas presenciais pós-pandemia.

“O Projeto visa refletir junto aos profissionais da educação temáticas que surgiram a partir da suspensão das aulas presenciais, transformadas em aulas remotas de um dia para outro e também visa discutir as consequências desse novo ensino na aprendizagem dos nossos estudantes e nas questões socioemocionais dos profissionais estudantes e respectivas famílias”, disse Angela.

 

SUCESSO

 

Nesta quinta-feira (13) aconteceu a primeira live onde cerca de 800 profissionais da educação foram contemplados e assistiram online a palestra ministrada pelo Prof. Dr. Renato Casagrande; profissional com vasta experiência em educação e que vem se destacando nesse período de educação remota.

 

Angela considerou o dia de hoje um sucesso. “O retorno tem sido muito bom porque todos os profissionais participantes  ficaram envolvidos e emocionados com a abordagem do tema pelo palestrante: participaram da palestra:  estagiárias, atendentes da educação infantil, colaboradores do serviço administrativo, secretários escolares, gestores, coordenação pedagógica, os  professores. Ficamos muito  muito felizes com as devolutivas positivas dos profissionais participantes. Isso com certeza nos impulsiona a continuar com esse processo de formação”, disse.

 

Entre as diversas mensagens de agradecimento recebidas pela SEMEC após a palestra estava a da equipe da Escola Municipal Gentil Rodrigues Montalvão.

 

“Queremos agradecer por proporcionarem esse momento de reflexão para todos nós. Parabéns a nossa secretária Heliety pela palestra em formato diferenciado aos nosso educadores, gestores, administrativos e estagiários. E também a nossa diretora educacional e pedagógica Angela Brito por conduzir com maestria não só a palestra de hoje, mas todo contexto pedagógico.”, diz a mensagem.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Os encontros semanais online, iniciados em julho, por meio de lives, serão destinados aos diretores, diretores adjuntos, especialistas em educação, professores coordenadores, professores, equipe SEMEC e demais profissionais lotados nas unidades de ensino da REME de Três Lagoas até o dia 28 de agosto. Porém todo o projeto será desenvolvido com os gestores  até outubro deste ano.

 

No dia 21 de agosto, a palestra  tratará da temática: Ensino remoto e ensino híbrido e a reinvenção do professor.

Já no dia 28 de agosto a temática será: Desafios da aprendizagem para as escolas e para as famílias em tempos de pandemia e de isolamento social.  Ambas palestras serão ministradas pelo professor Doutor Júlio Furtado que vem se destacando no país com os assuntos acima mencionados.

“Queremos salientar que a palestra do dia 28 terá como público alvo também as famílias que tem seus filhos matriculados na Reme”, lembrou Angela.

 

CERTIFICAÇÃO

A previsão é que o projeto siga no mínimo até outubro com outras temáticas que serão abordadas nos meses subsequentes e que também terão a participação dos profissionais da educação que receberão um questionário para que apontem suas ansiedades quanto as possíveis temáticas a serem abordadas no projeto.A cada palestra nossos profissionais receberão um questionário de avaliação do evento com o objetivo de registrar a presença virtual e para que ao final do projeto possam receber seus certificados.

 

EXPECTATIVA

Para Angela, a expectativa é que “ao final do projeto, estejamos um pouco mais informados acerca desse futuro educacional que vem sendo desenhado por incertezas e provisoriedade que tem causado em todos nos educadores e familiares, ansiedade e fragilidades emocionais”, finalizou a diretora pedagógica.


Compartilhe esta notícia!