Home Cidades Assistência Social promove campanha ‘Agosto Lilás’ de prevenção à violência doméstica

Assistência Social promove campanha ‘Agosto Lilás’ de prevenção à violência doméstica

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) e em uma das ações do Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – CRAM “Halley Coimbra Ribeiro Junqueira”, sob a responsabilidade e orientações da Diretoria de Proteção Social Especial, estará desenvolvendo a Campanha “Agosto Lilás”, a partir deste sábado (1º ).

Esta campanha é alusiva às comemorações dos 14 anos da Lei Maria da Penha, com o objetivo de, entre outras medidas, coibir todo o tipo de violência de gênero, violência doméstica e familiar e violência contra a mulher.

Durante todo o mês de agosto, estão previstas ações que motivem a reflexão e mudanças de atitudes relacionadas à violência. Para tanto, a equipe do CRAM estará participando de programas de Rádio, TV e Redes Sociais, além da divulgação de mensagens através de faixas a serem afixadas em vários locais da cidade.

Para tanto, como explicou a coordenadora do CRAM, Aline da Rocha Schultz, a Campanha “Agosto Lilás” conta com a participação das equipes das seis unidades CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), Defensoria Pública, 2º Batalhão de Polícia Militar (2ºBPM), Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Subseção de Três Lagoas e equipe do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social).

Na programação da Campanha “Agosto Lilás”, consta também a participação da equipe do CRAM na Live “Violência Doméstica – Enfrentamento em Tempos de Pandemia”, na próxima quarta-feira (05), organizada pela OAB de Três Lagoas, e a ação “Liberte-se”, em parceria com as equipes do CREAS e das seis unidades CRAS, ou seja, CRAS Ana Maria Moreira, CRAS Ruth Filgueiras, CRAS São João, CRAS Amélia Jorge de Oliveira, CRAS Vila Piloto e CRAS Interlagos.

Como ressaltou a coordenadora do CRAM, “espera-se, através destas ações, salientar para a população três-lagoense a importância da Lei nº 11.340/2006 (Lei Maria da Penha), reafirmando que Violência Contra a Mulher é crime e combatê-lo é papel de todos nós”, disse Aline.

 

DADOS DA VIOLÊNCIA

Conforme relatórios da equipe do CRAM, desde março, quando foi inaugurado este novo serviço de atendimento à mulher em Três Lagoas, são 228 os casos novos de violência.

No período de 17 de março a sexta-feira passada, dia 24 de julho, 66 mulheres, vítimas de violência, haviam sido atendidas pela equipe do CRAM e o total de atendimentos efetuados pela equipe técnica chegou a 163.

Infelizmente, esses números têm crescido a cada mês, segundo relatórios da equipe do CRAM, ou seja: em março, foram oito novos casos e 17 mulheres atendidas; em abril, 13 novos casos e 20 mulheres atendidas; em maio, houve 12 casos novos e 15 mulheres foram atendidas; em junho, foram 07 as novas ocorrências e 12 mulheres atendidas; e em julho, já foram contabilizados 19 novos casos e 23 mulheres atendidas.

 


Compartilhe esta notícia!