Home Cidades Assadores de Três Lagoas vencem campeonato de churrasco no Chile

Assadores de Três Lagoas vencem campeonato de churrasco no Chile

7 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

MARIANE MARTINS – TRÊS LAGOAS

Quando se pergunta qual é o prato típico de Mato Grosso do Sul, a primeira resposta que vem à memória dos moradores é o churrasco.
Temperado com sal grosso e especiarias, a iguaria é a mais antiga na mesa dos sul-mato-grossenses. A tradição é a famosa carne bovina assada acompanhada de mandioca cozida.
Em Três Lagoas não é diferente. O famoso churrasco rústico (preparado no quintal, em um buraco cavado no chão e com um suporte de madeira) foi o que destacou o município em uma competição internacional de churrasco.
A conquista veio após os “Brutus”, equipe de assadores de churrasco de Três Lagoas, participarem da 1ª Cumbre Internacional de Parrileros, ocorrido entre os dias 31/01 e 02/02 na cidade de La Serena, Chile.
Foram duas equipes brasileiras convidadas pela Associação Brasileira de Churrasco. O grupo “Brutus” conquistou o 1º lugar na categoria Ancestral, trazendo também o 1º lugar no churrasco de cordeiro e 2º lugar na carne suína. “Concorremos com 34 equipes da América do Sul e da Europa. No churrasco Ancestral não poderíamos usar carvão, só lenha e sem panelas para o acompanhamento. É como se voltássemos na era medieval e, para nós não foi difícil, pois, já fazemos esse tipo de churrasco na beira de rio”, explica o capitão da equipe, Laerte Augustini Junior.
Durante a competição, cinco avaliadores experimentaram o churrasco preparado pelos “Brutus”. A escolha foi unânime quanto ao sabor da carne brasileira. “Nós experimentamos outras carnes e posso afirmar que Mato Grosso do Sul tem a melhor carne da América do Sul, não há comparação. Depois que saiu o resultado, muitas pessoas vieram perguntar o tempero que usamos. Basicamente a nossa carta na manga foi o Sal de Cocho (sal de boiadeiro) com ervas. Foi esse tempero que caiu no gosto dos juízes. A carne bovina que usamos foi a carne assoreada (carne de sol), lá no Chile eles não conhecem essa técnica”, comemora Laerte.
BRUTUS PARA O MUNDO
O campeonato rendeu aos “Brutus” US$ 1.000,00 e produtos dos patrocinadores. A vitória também rendeu a inscrição no Torneio Internacional de Churrasqueiros que será realizado no Chile no ano que vem e vários convites para outros campeonatos internacionais, como Uruguai, Paraguai e Argentina. “Para nós é uma satisfação imensa, porque nós somos uma equipe nova e que já tem mostrado um grande trabalho, mas não tem como negar que nós ainda temos pouca experiência em meio às outras equipes que concorrem conosco. Esse é o segundo torneio internacional que os ‘Brutus’ participam. No primeiro fomos a Campo Grande, nós conquistamos a 4ª colocação. E agora com essa competição no Chile, foi uma grande surpresa sermos campeão na categoria Ancestral”, destaca Fernando Jurado, assador do Brutus.
ORGULHO TRÊS-LAGOENSE
O desempenho dos “Brutus” gerou orgulho aos três-lagoenses. Com pouco mais de um ano de atividade a equipe já é considerada a melhor representante do churrasco sul-mato-grossense. “Estamos honrados com o resultado e mais do que isso, foi à repercussão em Três Lagoas. Hoje, onde a gente anda o pessoal comenta que “Os Brutus” honrou o churrasco sul-mato-grossense com técnicas rusticas dos nossos ancestrais”, comenta Fernando Jurado.
A competição foi representada pelos assadores Laerte Augustini Jr, Fernando Jurado, Sérgio Augustini, Ailton Pereira e Francisco Medeiros.
JOVENS BRUTUS
Atualmente com 14 membros, o grupo “Brutus” formou-se a partir de associados da AJE (Associação dos Jovens Empreendedores) de Três Lagoas. O objetivo de gerar network, fortalecer relacionamentos e, por fim, gerar negócios, mostra que os “Brutus” é uma equipe inovadora e apaixonada por churrasco com a intenção clara de valorizar a cultura dos nossos ancestrais de fazer churrasco rústico e saboroso.
c1 capitão


Compartilhe esta notícia!