Home Cidades Petrobras retoma processo de venda da UFN3

Petrobras retoma processo de venda da UFN3

6 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

A Petrobras comunicou ao mercado nesta segunda-feira (10.02) que retomou o processo de venda da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados, a UFN3, em Três Lagoas. A notícia foi recebida com entusiasmo pelo Governo do Estado, que vinha realizando tratativas para destravar a comercialização da indústria.

Duas mudanças previstas no teaser de oportunidades devem ser fundamentais para viabilizar a venda da fábrica. A primeira é a comercialização independente da Ansa (Araucária Nitrogenados S.A) e a segunda é a possibilidade de o comprador negociar o contrato de fornecimento de gás natural diretamente com a Petrobras.

Titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o secretário Jaime Verruck comemorou a notícia, e destacou que a UFN3 é uma planta fundamental a ser retomada, pois caracteriza uma diversificação da base econômica de Mato Grosso do Sul.

“Temos ainda, ao lado da fábrica, um distrito industrial que já foi constituído pela Prefeitura de Três Lagoas, preparado para atrair misturadoras de fertilizantes, indústrias que precisam dessa produção de ureia nitrogenada e CO² como matéria prima. Nossa ideia é conseguir vender não somente ureia para as empresas já instaladas, mas também que possamos atrair próximo da UFN3 um núcleo específico de fábricas de fertilizantes e misturadoras”, afirma o secretário.

O Governo do Estado se compromete a manter os mesmos incentivos fiscais concedidos à Petrobras no início das obras para a empresa compradora. Com o comunicado de hoje a expectativa é de que a empresa russa Acron volte a participar do processo de venda, mas também outros interessados.

A UFN3 é uma unidade industrial de fertilizantes nitrogenados localizada em Três Lagoas, que teve a sua construção iniciada em setembro de 2011, sendo interrompida em dezembro de 2014, quando o projeto já estava cerca de 81% executado. Após concluída, a unidade terá capacidade projetada de produção de ureia e amônia de 3.600 t/dia e 2.200 t/dia, respectivamente.

O teaser publicado destaca todos os pontos estratégicos do investimento na indústria, como o potencial consolidado do setor, a demanda do agronegócio por fertilizantes, a oportunidade de exploração de uma plataforma única no setor de fertilizantes nitrogenados e a localização estratégica e próxima aos principais mercados consumidores brasileiros. (Priscilla Peres/Semagro)

 

Retomada das obras abre perspectivas de novos empreendimentos

A retomada das obras da unidade fertilizantes abre perspectivas de novos investimentos em Tres Lagoas. Por isso, desde que assumiu a Prefeitura, em 2017, o prefeito Angelo Guerreiro vem atuando politicamente para viabilizar o negócio. Ele participou das reuniões com o grupo russo que iniciou as trativas de compra, mas que não avançaram devido aos problemas registrados na Bolívia.

Com a manutenção de benefícios concedidos pelos governos estadual e municipal, além da negociação direta com a Petrobras para fornecimento de gás, aumenta a possibilidade de negócios.

As obras da unidade, que estão 81% concluídas, foram paralisadas desde dezembro de 2014. A cidade de Três Lagoas espera a retomada, pois isso vai gerar muitos empregos e aquecer a economia local. Depois, quando em operação, além dos empregos gerados diretamente, vai estimular novos empreendimentos.


Compartilhe esta notícia!