Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

Desde o dia 22 de outubro do ano passado (2019), cinco Unidades de Saúde da Família de Três Lagoas, instaladas nas áreas de abrangência dos bairros Vila Piloto, Paranapungá, Santa Rita, Interlagos e Vila Haro, estão com horário de atendimento estendido, de segunda-feira a sexta-feira, das 6h às 19h.

Nessas cinco unidades de Estratégia de Saúde da Família – ESF, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio da equipe do Departamento de Saúde Coletiva, observados todos os trâmites legais, foi implantado o Programa “Saúde na Hora”, criado pelo Ministério da Saúde em maio de 2019.

“É um programa que atende às necessidades de nossa população, principalmente, às pessoas que trabalham empregadas no comércio ou na indústria e que não tinham disponibilidade de horário para ir a uma unidade de Saúde”, comentou a secretária Angelina Zuque, quando da implantação do horário estendido de atendimento nessas unidades.

No final da tarde desta quinta-feira (09), uma equipe da Diretoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Governo e Políticas Públicas (SEGOV) percorreu quatro das cinco unidades de ESF que atendem em horário estendido, ou seja até às 19h.

 

VILA PILOTO

Na ESF Vila Piloto, nos deparamos com o jovem casal Bruna e Ramão. Os dois trabalham e estavam retornando do serviço, quando a Bruna, grávida de sete meses, sentiu “sérias alterações na pressão arterial”, contou.

“Foi muito boa a iniciativa de estender o horário de atendimento até mais tarde. Se não tivesse, seria bem difícil passar por esta situação de precisar ir até à UPA (Unidade de Pronto Atendimento – 24 horas) ou Pronto Socorro do Hospital Auxiliadora”, comentou a Bruna, que foi imediatamente atendida pela equipe da Vila Piloto, coordenada pela enfermeira Rosângela Andrade.

“O pessoal desta unidade é muito atencioso e humano. Não tenho nada a reclamar, pelo contrário, tenho muito a elogiar”, completou a Bruna, que faz acompanhamento pré-natal na ESF Vila Piloto.

Na unidade de Saúde do Bairro Interlagos, a equipe coordenada pela enfermeira Fabrícia Tatiane da Silva Zuque, também só recebeu elogios dos pacientes que usam o horário estendido de atendimento.

“Dou nota 10 a toda a equipe deste posto de Saúde, que sempre me atendeu muito bem e com muita atenção”, elogiou Rosângela Pereira da Silva, enquanto esperava consulta do médico clínico geral.

“Foi a melhor coisa que o nosso prefeito Angelo Guerreiro fez para as pessoas que trabalham e que não têm outro horário para cuidar da saúde”, completou.

“Eu até falei para meus colegas de serviço que aqui a gente era muito bem atendido, com educação e respeito”, disse também o trabalhador, encarregado de montagem, Alessandro de Souza Alves, ao sair da consulta médica na ESF Interlagos.

Segundo informaram as coordenadoras destas unidades do Programa “Saúde na Hora”, as consultas médicas, do dentista e de enfermagem são previamente agendadas. No entanto, “quando se faz necessário, fazemos de tudo para não deixar as pessoas sem atendimento”, observou a enfermeira Lânia Rombi Fernandes de Souza, coordenadora da ESF Paranapungá.

Todos os serviços disponíveis pela manhã e à tarde, são oferecidos à população no horário estendido, ou seja, atendimento médico, enfermagem, farmacêutico e o atendimento odontológico.

Com o horário estendido, “praticamente terminaram as filas nestas unidades, porque o atendimento está bem distribuído para procedimentos pela manhã, à tarde e à noite”, comentou uma servidora do Administrativo, ao acolher um paciente na ESF Vila Haro, coordenada pela enfermeira Andressa Torres.

 

PORTARIA

O Programa “Saúde na Hora”, como estabelece a Portaria 930 do Ministério da Saúde, tem a finalidade de facilitar o acesso da população aos serviços de saúde nas Unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) “permitindo a realização de ações e serviços de saúde, como imunização, pré-natal, puericultura, pequenos procedimentos ambulatoriais, consultas odontológicas, consultas médicas e de enfermagem, serviços de rastreamento populacional, cuidado às condições crônicas, atividades de promoção de saúde e coleta de exames, durante todo o horário estendido de funcionamento”, diz a referida portaria.


Compartilhe esta notícia!