CidadesTrês Lagoas

Reinaldo Azambuja faz balanço positivo do primeiro ‘Governo Presente’

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

Durante dois dias (12 e 13), o governo Estadual atendeu 14 prefeitos dos municípios de Três Lagoas, Aparecida do Taboado, Inocência, Paraíso das Águas, Chapadão do Sul, Água Clara, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Brasilândia, Paranaíba, Cassilândia, Ribas do Rio Pardo, Bataguassu e Figueirão.
O gabinete foi montado na Coordenadoria Regional de Educação de Três Lagoas na primeira edição do projeto “Governo Presente” sob o comando do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e secretários cumprindo agenda e atendendo prefeitos e lideranças da região. O objetivo é aproximar o Governo Estadual das demandas da população no interior.
O governador Reinaldo Azambuja fez um balanço da primeira edição do projeto que vai percorrer todo o Estado. “É muito bom quando você aproxima os municípios porque atendemos aquilo que é prioridade de cada uma das localidades. Com certeza nós vamos atender essas demandas porque agora a gente organiza o planejamento e faz desses pedidos prioridades e dá inicio a obras que são extremamente essenciais para esses municípios”, destaca.
Outros cinco encontros como o que ocorreu em Três Lagoas serão levados a outras regiões sul-mato-grossenses. A próxima edição será em Rio Verde, nos dias 19 e 20 de setembro, quando serão atendidas 13 cidades: Rio Verde, São Gabriel do Oeste, Sonora, Rochedo, Coxim, Pedro Gomes, Camapuã, Bandeirantes, Alcinópolis, Costa Rica, Corguinho, Jaraguari e Rio Negro.
Três Lagoas foi o primeiro município a ser atendido. Para o prefeito Angelo Guerreiro (PSDB) essa foi uma ótima oportunidade do Governo escutar as lideranças políticas e facilitar os trâmites em investimentos. “Para nós foi muito importante essa abertura do Governo próximo das prefeituras nos auxiliando e dando resposta imediata. Agradeço ao Governo por permitir que nossa Três Lagoas sediasse esse evento, fomentando inclusive, a economia do município com hotéis, restaurantes e postos de gasolina. Nossa cidade está de portas abertas ao Governo”, reforça.
Para o Secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, o novo projeto possibilitou descentralizar as ações da gestão estadual. “Em cada reunião regional nós iremos ouvir essas demandas do que eles têm como necessidade na cidade e a partir daí damos encaminhado no Governo para um planejamento e execução dessas demandas. Essa experiência foi muito positiva, pois, assim temos clareza das prioridades de cada cidade e assim possamos ajuda-los no desenvolvimento”, pontua.
Acompanharam os atendimentos os secretários Sérgio de Paula (Política e Gestão Estratégica); Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica); Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar); Maria Cecília Amendola da Motta (Educação); Geraldo Resende (Saúde); e os secretários-adjuntos de Justiça e Segurança Pública, Ary Carlos Barbosa, e de Infraestrutura, Luis Roberto.
Principais reivindicações da Costa Leste Sul-Mato-Grossense
Balanço divulgado pelo “Governo Presente” pontuou que as principais demandas da Costa Leste Sul-Mato-Grossense foram: Infraestrutura, Saúde, Educação e Saúde Pública. Os gargalos foram apresentados pelas lideranças políticas e o Governo organizou planejamento para atender as reivindicações.
Para o prefeito Angelo Guerreiro, o governador Reinaldo Azambuja deu resposta positiva às necessidades que Três Lagoas enfrenta. “Apresentei ao governador demandas ao Hospital Regional que está em fase de acabamento, mas, precisa de uma pavimentação de uma via paralela a BR-158 e construção de uma rotatória que dará acesso ao hospital. Positivamente ele (Azambuja) sinalizou que vai nos atender. Outro projeto que apresentei é para pavimentação e drenagem no bairro Vila Nova, Jardim Alvorada e JK. Solicitei também a reversão de uma área em que 1986 o município doou ao Estado, próximo ao Posto Fiscal na entrada da cidade para reformarmos e faze-lo como Centro de Atendimento ao Turista. O governador anotou tudo e disse que vai nos atender”, destaca.
Outros assuntos que Guerreiro tratou com o governador foram as negociações da retomada da fábrica de fertilizantes nitrogenados (UFN3) e a volta da Agência Regional do Ministério do Trabalho.

 

Comment here