Três Lagoas

Vera Helena Arsioli – Cuidar do próximo, uma atitude de altruísmo

Você já parou para pensar que atitudes e obras que expressam compaixão confirmam o princípio “supremo” de moralidade?
Ajudar, estender a mão, escutar, proteger e abraçar, cada uma dessas ações está relacionado ao cuidado com os outros, porque elas existem em nós.
O zelo com as pessoas é prática permanente da Secretaria Municipal de Assistência Social de Três Lagoas (MS). A responsável pela gestão e organização do setor da pasta é coordenada pela secretária de Assistência Social, Vera Helena Arsioli.
Natural de Registro (SP), casada, mãe de duas filhas, Vera Helena é Bacharel em Direito e foi vereadora por Três Lagoas durante quatro mandatos (2003-2016).
“A minha história com a Assistência Social começou quando fui vereadora e pude conhecer um grupo de mulheres do programa ‘Cozinha Brasil’ que existia antigamente e acabei me envolvendo na área social desde então. Nas eleições de 2016, eu fiquei como 2ª suplente e nisso o prefeito Angelo Guerreiro me convidou para ser secretária desta pasta, porque sabia do meu envolvimento nessa área”, relembra.
Arsioli coordena 316 colaborares que atuam sempre com a preocupação de promover a cidadania e direitos humanos no município. É com essa proposta que a Secretaria de Assistência Social vem promovendo ações sociais, que já atenderam 50 mil pessoas, nas 12 esferas que compõe proteção social.
“Nosso trabalho é dividido em Proteção Social Básica (CRAS), quando os direitos não foram violados, como, por exemplo, dificuldade financeira momentânea. Esse serviço cuida das famílias. São seis CRAS aqui em Três Lagoas. Temos também a Proteção Especial, quando os direitos foram violados, quando já aconteceu um problema grave, como por exemplo, pessoas em situação de rua ou criança vítima de abusos”, destaca.

Missão dada é
missão cumprida
A secretária afirma que é missão de sua gestão fortalecer a realização destas ações sociais para que os serviços da prefeitura estejam cada vez mais presentes dentro das comunidades. Ela afirma que tem acompanhado de perto as atividades e se diz feliz com os resultados. No entanto, não abre mão de deixar sua marca nesta gestão.
“Desde que entrei na Assistência, sou uma nova Vera Helena. Faço meu trabalho com muito amor e dedicação e sem a ajuda dos nossos colaboradores não conseguiria esse feito. Sou grata a todos eles. Sou de ações concretas, começo e termino, planto e colho é uma sensação de dever cumprido. Quero deixar o melhor nesta secretaria, fazer por alguém o que gostaria que fizessem por mim”, define.

Cidadania
A política de Assistência Social oferece um conjunto de serviços para garantir que o cidadão não fique desamparado quando ocorram situações inesperadas, nas quais a sua capacidade de acessar direitos sociais fique comprometido.
A Secretaria de Assistência Social de Três Lagoas garante esse direito por meio de programas sociais gratuitos. São seis CRAS para atendimento a população: CRAS Amélia Jorge; CRAS Ana Maria; CRAS Interlagos; CRAS Ruth Filgueiras; CRAS São João e CRAS Vila Piloto.
Outros Serviços: Centro de Referência de Assistência Social – CREAS; Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Centro POP; Equipe Multidisciplinar de Prevenção e Acolhimento – EMPA e Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI.
Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – (SCFV): Banda Cristo Redentor; Bombeiros do Amanhã; Crase Coração de Mãe; Patrulha Florestinha; Patrulha Mirim rodoviária; Programa Pelotão Mirim e Tia Nega (Acolhimento de idosos).

Mariane Martins
Três Lagoas

Comment here