Compartilhe esta notícia!

Moradores dos bairros São Carlos, Interlagos, Vila Haro, Paranapungá, Santa Terezinha, Esplanada NOB, Santa Rita, Samambaia, Jardim Rodrigues, Vila Nova, Vila Alegre, Santo André, Guanabara, Vila Maria, Planalto, Violetas e adjacências devem estar atentos à aplicação do bloqueio químico, a borrifação com o popular “fumacê”, que vem sendo aplicado pelas equipes do Setor de Endemias e Controle de Vetores da Vigilância em Saúde e Saneamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas. A medida está sendo adotada devido ao aumento dos casos de dengue. O município está com aproximadamente 500 casos confirmados e pode ser declarado estado de epidemia.
Esta ação, com a finalidade de bloquear o ciclo de proliferação do Aedes aegypti, vetor transmissor da dengue e outras doenças, vem sendo intensificada, de maneia emergencial, nos bairros citados e adjacências, desde sexta-feira (07) e deverá continuar no decorrer desta semana, seguindo os procedimentos e recomendações contidas nas Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue do Ministério da Saúde.
As viaturas com as bombas de borrifação estão passando pelas ruas desses bairros citados, no período da manhã, nos horários das 5h às 8h, e no período da tarde, das 18h às 22h.
“Seguindo as Diretrizes do Ministério da Saúde para esta ação específica, o fumacê vem sendo aplicado em cinco ciclos, com intervalos de três dias, nos mesmos horários, para obtermos mais resultados na eliminação do mosquito Aedes aegypti”, explicou o coordenador de Endemias e Controle de Vetores da SMS, Alcides Divino Ferreira.
O coordenador voltou a recomendar que as pessoas abram as portas e janelas de suas casas “para que nosso trabalho obtenha resultados e elimine as fêmeas dos mosquitos adultos, que costumam entrar nas residências nesses horários”, orientou. “Se as portas e janelas das casas estiverem fechadas, não teremos os resultados esperados e o nosso trabalho passa a ser praticamente em vão”, observou.

ORIENTAÇÕES
O produto, usado pela Vigilância em Saúde e Saneamento da SMS de Três Lagoas, seguindo as normas do Ministério da Saúde, não oferece perigo às pessoas, mas é necessário seguir orientações importantes para a obtenção de melhores resultados na eliminação dos mosquitos e também para evitar algum eventual dano às famílias ou a animais de estimação.
É importante cobrir todos os alimentos e não deixá-los expostos, pelo menos durante a borrifação, até uma hora e meia depois. Cobrir também gaiolas de passarinhos de estimação e aquários de peixes ornamentais.
No entanto, se a pessoa “apresentar qualquer tipo de reação alérgica ao produto deve procurar imediatamente o médico”, recomenda o coordenador Alcides.

Donos de terrenos serão notificados para limpeza

Além a da borrifação para conter a proliferação do mosquito, a p refeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), deve baixar na próxima semana Decreto que autoriza a notificação de todos os donos de terrenos baldios.
Após parecer da SMS, feito no dia 5 de dezembro, informando que Três Lagoas passa por um surto de dengue, devido ao aumento expressivo de casos suspeitos, a cidade está na iminência de entrar em estado de epidemia da doença, e com isso, serão tomadas as medidas contidas na Lei Municipal 3.344 de 10 de outubro de 2017.
No texto da lei, o município fica autorizado, em caso de surto de dengue, a fazer a notificação genérica e editalícia (por meio de convocação) de todos os proprietários, possuidores ou titulares de qualquer título de imóvel, seja ele terreno baldio, construções ou casas abandonadas localizadas na área urbana do Município. Com isso, a partir da data de publicação do Decreto, mesmo aquele que já efetuou a limpeza de seus lotes serão notificados.
Após as notificações, os fiscais do Departamento de Fiscalização de Obras e Posturas irão fazer o trabalho in loco, dividindo por bairros. Os proprietários que já efetuaram a limpeza de seus imóveis estarão isentos da multa, porém, aqueles que ainda não efetuaram devem, num prazo de 15 dias, cumprir o determinado, do contrário receberão as punições previstas em lei. Caso necessário, a Prefeitura de Três Lagoas irá realizar a limpeza do terreno e a mesma será cobrada do proprietário o equivalente a 1 UFMIM por m2.

SERVIÇO

A Diretoria de Fiscalização e Postura está localizada à Avenida Rosário Congro, 285 – Centro e o telefone de contato é o 67 3929-1126.

DA REDAÇÃO
Três Lagoas


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Três Lagoas

Veja também

Papai Noel se apresenta hoje em Três Lagoas

Compartilhe esta notícia!MARIANE MARTINS – TRÊS LAGOAS Depois de conhecer as belezas…