CidadesTrês Lagoas

Secretaria e produtores participam de “Dia de Campo” sobre cultivo de pastagem

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

A equipe da Diretoria de Agronegócio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (Semea) participou do encontro “Dia de Campo”, realizado na Fazenda Barra do Cervo, em Três Lagoas.

Promovido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e pela Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), o encontro reuniu fazendeiros, produtores rurais e técnicos agrícolas da região, e teve como tema “reforma de pastagens – brachiaria brizantha – MG-4”.

De acordo com o coordenador geral de gestão de políticas públicas do agronegócio, Célio Lopes de Barros, os palestrantes Jurandir Xavier Duque Júnior e José Américo Boscaine orientaram sobre o manejo de pastagem dessa variedade de capim, os benefícios para o rebanho e medidas eficazes para baratear a produção. Além disso, os participantes estiveram em campo, conhecendo na prática a pastagem existente na propriedade.

“Foi muito produtivo para toda a equipe participar desse encontro e ter conhecimento sobre a tendência de produção do MG-4, já que é um tipo de pastagem muito comum na região e no Estado. Este aprendizado nos permitirá instruir e sanar dúvidas de proprietários rurais de Três Lagoas que tenham interesse em trabalhar com este gramíneo. O objetivo é multiplicar conhecimento em prol ao homem do campo”, reforçou Célio.

Da Semea, participaram os engenheiros agrônomo Manoel Latta, Amanda Pivotto e o tratorista, Nelson Rodrigues da Silva. Pela AGRAER, de Três Lagoas, estiveram presentes a gestora de desenvolvimento rural, Sônia Komori, a gestora sócio organizacional rural, Cleide Aparecida Nogueira, agente de serviço sócio organizacional, Eufrásia Silva, e o gestor de desenvolvimento rural, Celso Yamaguti.

 

SOBRE A BRACHIARIA BRIZANTHA – MG-4

Cultivar MG-4 é uma nova opção dentro do gênero Brachiaria brizantha, tendo maior adaptabilidade a solos ácidos e inférteis e apresenta maior resistência a cigarrinha das pastagens.

Se adapta a regiões tropicais, desde o nível do mar até 1800 m de altitude e com precipitação anual superior a 800 mm. Tolera secas prolongadas, tem boa capacidade de rebrota. Não tolera solos encharcados e é suscetível a geadas. O sabor do MG-4 tem boa aceitação de bovinos e apresenta valor nutritivo de moderado a bom. O material é uma opção para a engorda de rebanhos em solos de Cerrado.

 

Comment here