TRABALHO - Policiais tiveram de retirar o cimento para apreensão da droga REPRODUÇÃO/CIDADEREAL.NET - JOÃOZINHO30

Polícia Rodoviária Federal apreende duas toneladas de maconha em rodovia

DA REDAÇÃO – PARAPUÃ

Policiais rodoviários de Marília e Guaiçara (região de Lins) apreenderam duas toneladas de maconha no início da noite de sexta-feira (2), na Rodovia Assis Chateaubriand (SP 425), em Parapuã. O dono da carreta, que estava sozinho do veículo foi preso. A ocorrência foi apresentada na Central de Polícia Judiciária de Tupã. A droga estava escondida em meio à carga de cimento.

No fim da manhã de sexta-feira, a polícia recebeu denúncia de um caminhão poderia passar pela região com grande quantidade de maconha. O denunciante passou as características do cavalo mecânico e do reboque, assim como a cor da lona que estaria cobrindo a carga. O veículo estaria fazendo itinerário de Foz do Iguaçu ao estado de Minas Gerais.

A partir dessa informação, as equipes passaram a fazer patrulhamento e campanas em diferentes pontos das rodovias da região. Por volta de 18h, foi visto um veículo com as mesmas características. trafegando pela Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), próximo ao cruzamento com a rodovia comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em Parapuã.

O caminhão foi abordado e o motorista disse que havia carregado o caminhão com cimento em Pontes de Lacerda (MT) e que iria para Uberlândia. Quando os policiais pediram para retirar a lona para inspeção da carga, o motorista demonstrou nervosismo e logo assumiu que transportava “grande quantidade de maconha”. Ele disse que receberia R$ 28 mil pelo transporte.

Flagrado, o motorista disse ser dono do caminhão, mas os documentos estão em nome de sua mãe. Ele disse que carregou 600 sacos de cimento, mas que depois foram retirados 45 sacos (2.250 quilos) para compensar o peso da droga. (Com informações cidadereal.net)

 

 

Veja também

Atamor fará visitas a hospitais de todo o Brasil a partir de 2022; fundador pede doação de novelos de lã

Diego Fernandes – Araçatuba O grupo Atamor, de Araçatuba, que realiza ações no setor oncológico …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *