Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – LINS

Com o encerramento do prazo no final da tarde de ontem, a Câmara Municipal de Lins divulgou as chapas inscritas para concorrer às eleições indiretas na cidade, que irão ocorrer no dia 9 de outubro em sessão extraordinária do poder legislativo.

Os novos prefeito e vice vão ocupar os cargos vagos por Edgar de Souza e Carlos Daher, ambos do PSDB, que tiveram seus mandatos cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral por irregularidades na campanha eleitoral em 2016. Ambos deixaram a prefeitura no último dia 11.

Quatro membros eleitos para a casa legislativa nas últimas eleições estão compondo duas das três chapas inscritas na eleição indireta. O atual prefeito interino Neto Danzi (Solidariedade), que ocupava a presidência da Câmara até o último dia 11 de agosto, será candidato tendo como seu vice o vereador Dr. Marino Júnior (MDB), atual 2º secretário da mesa administrativa.

Outra chapa inscrita é composta pelo vereador licenciado Akio Matsuura (PSDB), que ocupou o cargo de secretário municipal de agricultura e abastecimento na gestão do prefeito cassado Edgar de Souza, tendo como vice o também parlamentar Damião de Souza (PL).

A terceira chapa concorrente terá Osvaldir Spadim como candidato a prefeito e Milton Torres Rodrigues Real como vice, ambos pelo Patriota. Spadim concorreu às eleições em 2016, na época pelo PMDB (atual MDB), ficando em terceiro lugar com 1.553 votos válidos ou 4,26% do total. Milton Real já atuou no 44º Batalhão da Polícia Militar de Lins e é sócio-convocado da Associação dos Cabos e Soldados da PM de Bauru.

Votação será feita pelos vereadores

A votação ocorrerá em sessão extraordinária especial de eleição e posse no dia 9 de outubro, a partir das 20h, e será realizada pelos próprios vereadores nas dependências do plenário da câmara, como manda o TSE.

Os candidatos a prefeito terão 15 minutos durante a própria sessão para defenderem suas candidaturas. A chapa que obtiver a maioria simples dos votos vence. Em caso de empate, será considerada eleita a chapa que tiver o candidato a prefeito mais idoso.

A sessão extraordinária para a escolha do novo prefeito não poderá ser acompanhada pela população no plenário por conta das medidas sanitárias para evitar a disseminação da covid-19.

83 dias

Este será o tempo que o prefeito eleito nesta eleição indireta ficará no cargo. O mandato durará apenas até o dia 31 de dezembro e se iniciará apenas 37 dias antes da eleição direta para prefeito, vice e vereadores, que ocorrerá no município, e em todo o Brasil, no dia 15 de novembro.

No caso de Neto Danzi, atual prefeito interino e candidato na eleição indireta, caso seja eleito, seu mandato terá tido 142 dias à frente do executivo municipal.


Compartilhe esta notícia!