Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – LINS

O comércio varejista de Lins registra saldo positivo na geração de empregos no município em 2020, mesmo com a pandemia do novo coronavírus. O saldo é de 185 vagas criadas até agora, sendo que apenas no mês de abril, durante a quarentena, o saldo foi negativo.

Segundo dados divulgados pelo Sindicato do Comércio Varejista de Lins, foram 962 colaboradores contratados em 2020, contra outros 777 demitidos. Os números são referentes a pelo menos 70% do comércio da cidade, não entrando nesta conta as indústrias, grandes magazines e supermercados de rede.

O mês de fevereiro foi o de maior índice de empregabilidade, quando 139 vagas foram criadas no comércio linense, resultado de 307 admissões e 168 desligamentos.

Os números também foram positivos em janeiro, quando o saldo foi de 85 vagas criadas, com 280 admissões e 195 desligamentos. Já março teve um saldo de 75 empregos criados, com 196 contratações e 121 demissões.

Outro dado que chama atenção na divulgação do Sindicato do Comércio Linense é que as contratações também foram maiores em maio, mesmo com boa parte das lojas fechadas para o atendimento presencial. Neste mês o saldo foi de 33 empregos criados, com 128 contratações e 95 desligamentos.

Até a última quarta-feira, dia 3 de junho, este mês contava com um saldo de 12 empregos criados, com 30 admissões e 18 desligamentos.

O único dado negativo foi relacionado ao mês de abril, na parte inicial da quarentena, quando o saldo de empregos no comércio linense foi de -159, com 180 demissões e apenas 21 pessoas contratadas.


Compartilhe esta notícia!