Compartilhe esta notícia!

Na sexta-feira, como parte das comemorações da Semana do Meio Ambiente, várias pessoas envolvidas na questão ambiental visitaram a Coopersol- Cooperativa de Recicladores de Resíduos Sólidos de Lins.
O professor José Queiroz (Zezão), professor em uma universidade que apoia a cooperativa, apresentou a história da instituição através de uma linha do tempo, onde foi possível ver a crescente evolução do lugar que atualmente conta com 22 cooperados, que ganham em média R$ 1.200. “Essas mesmas pessoas chegaram a ganhar R$ 240em 2014, mas hoje com a implantação de gestão, maquinário e uma estrutura mais fortalecida, estamos conseguido fazer com que eles colham bons frutos aqui”, esclareceu o professor.
Atualmente a Coopersol recebe orientação de uma equipe da universidade, formada pelos professores Luiz Carlos Montanha, José Queiroz (Zezão) e Lourdes Passaura, e também pelas alunas dos cursos de serviço social e administração.
As orientações fazem parte de um processo de reestruturação da cooperativa, que teve início no final de 2015, onde esse resgate teve o objetivo de melhorar a autogestão, o relacionamento entre os cooperados e o desenvolvimento de projetos que melhorasse a produção e a renda recebida.
Para o presidente da Coopersol Luís Carlos Rosa, é de extrema importância o apoio e parceria de todos, pois 22 famílias dependem da renda gerada naquele barracão para se manter. “É importante que as pessoas venham nos visitar para conhecer o trabalho que realizamos aqui, ver como funciona todo processo e a partir daí se conscientizar de fato para a separação do lixo reciclável, que é fundamental para nós”, afirma ele.


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Cidades

Veja também

Cidade Legal entrega 27 títulos de propriedade para famílias de Aracanguá

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO ARAÇATUBA A Secretaria Estadual da Habitação, por meio…