13.9 C
Araçatuba
segunda-feira, maio 23, 2022

Equipe interventora apurou dívida preliminar de mais de R$ 46 milhões na Santa Casa

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

A equipe interventora da Santa Casa de Birigui apurou, preliminarmente, que o hospital fechou o mês de janeiro deste ano com um endividamento da ordem de R$ 46.245.657.83 milhões. O montante foi apresentado na segunda-feira (28/03), durante reunião de prestação de contas na Câmara de Birigui.

Dentre as muitas situações encontradas pela equipe responsável pela auditoria interna na administração do hospital que chamou a atenção está um empréstimo consignado junto ao SUS (Sistema Único de Saúde) e banco Caixa Econômica Federal, que compromete o valor repassado via Ministério da Saúde para a Santa Casa até 2031.

Em 2017 foi celebrado o empréstimo no valor inicial de R$ 2.773.842,89. No entanto, devido a um refinanciamento do contrato, com troco de R$ 7,5 milhões para os cofres da Irmandade, a conta foi elevada para R$ 11,8 milhões, com parcelas mensais de R$ 167.403,83 mil, descontados direto do repasse feito pelo SUS via Ministério da Saúde.

“Trabalhamos com uma tabela SUS já defasada que está comprometida com esse empréstimo que irá se arrastar pelo período de 10 anos, salientou o diretor geral da Santa Casa, Marco Aurélio Arantes.

O Hospital apresenta ainda uma atividade fim, atrelada a venda de serviços médicos pela entidade, negativa em R$ 2.866 milhões. Em relação às contas de ativo (bens) e passivo (obrigações), o hospital tem ainda um saldo negativo em R$ 34.443.684,85 milhões.

A entidade Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Birigui é ré ainda em 591 processos judiciais que tramitam tanto nas esferas locais, estaduais e federais da Justiça. São 146 processos trabalhistas, cuja inicias são da ordem de R$ 12 milhões. Foram identificados ainda outros 192 processos nos Tribunais de Contas do Paraná e Paraíba. E os demais figuram em Varas diversas.

“Esse é o resultado de uma vrredura administrativa interna, referente apenas ao mês de janeiro. Temos ainda a auditoria externa, contratada com a finalidade de analisar as contas do hospital, que certamente irá influenciar nos números que estão sendo apresentados”, pontuou o interventor Alex Brasileiro.

INTERVENÇÃO

A Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Birigui está sob intervenção administrativa desde o dia 25 de fevereiro. A decisão do Executivo de assumir emergencialmente a administração do hospital se deu com o objetivo de assegurar atendimento hospitalar à população e dar transparência ao processo administrativo da entidade.

“Muitos foram os fatores que respingaram sobre o nome Santa Casa de Birigui, causando uma mancha na imagem do nosso hospital. Por isso, estamos trabalhando para devolver a dignidade que a entidade merece ter perante a sociedade biriguiense”, afirmou o prefeito Leandro Maffeis, durante a reunião de prestação de contas aos vereadores.

Maffeis destacou ainda que as informações apuradas durante esse processo de regularização administrativa e financeira da Santa Casa de Birigui serão todas repassadas para as autoridades competentes.

 

Ultimas Noticias