Home Cidades Araçatuba Preso o suspeito de assassinato no Santa Luzia

Preso o suspeito de assassinato no Santa Luzia

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O lavador de carros I.C.C.M., de 23 anos, morador no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Araçatuba, foi preso na manhã dessa quinta-feira (15) em cumprimento a mandado de prisão temporária expedido pela justiça. O rapaz é suspeito de ter executado a tiros o auxiliar geral Paulo Sérgio Rovida, 30 anos, na última sexta-feira (9), no bairro Santa Luzia, em Araçatuba. O mandado foi cumprido por uma equipe da DH/Deic (Delegacia de Homicídios da Divisão Especializada em Investigações Criminais).

Segundo o delegado Rodolfo Carlos de Oliveira, que coordena as investigações, a execução de Paulo Sérgio Rovida seria vingança pelo assassinato de Fábio Nascimento dos Santos, o Tripinha, de 37 anos. Tripinha foi morto a tiros na rua Goulart, também no bairro Santa Luzia, no dia 30 de agosto do ano passado.

A reportagem apourou que o lavador de carros foi preso pouco depois das 6 horas. Inicialmente a equipe foi ao endereço fornbecido por ele mesmo na travessa Santo Anastácio, bairro Taane Andraus. No local moram, o seus avós. Eles disseram que o rapaz não reside há muito tempo no endereço. Os avós disseram que o lavador de carros mora na Rua Braúna, no Bairro Nossa Senhora Aparecida. No local, os policiais foram atendidos pela mãe do lavador de carros. A mulher permitiu a entrada dos polciais. O rapaz foi preso no local.

 

O CRIME

O auxiliar geral Paulo Sérgio Rovida foi assassinado com um tiro na cabeça e outro no tórax, por volta das 21h15 de sexta-feira (9), na rua Santa Luzia, bairro com o mesmo nome, na zona leste de Araçatuba. O assassino fugiu na garupa de uma moto preta, mas chegou a ser identificado por uma testemunha.

Rovida ia guardar a moto para sair a pé com a esposa, para jantarem em um “espetinho” no bairro. Quando ele estava entrando com a moto na garagem, na esquina das ruas São Domingos com a Santa Luzia, dois homens chegaram em uma moto preta, por trás. O garupa, idenbtificado como I.C.C.M., passou a atirar contra a vítima.

A esposa de Rovida disse que ele correu e foi perseguido pelo atirador, e após levar um tiro caiu. O acusado se aproximou e efetuou mais um disparo, e fugiu na garupa da moto que o aguardava. Rovida morreu no local.

 

MOTIVAÇÃO

De acordo com o delegado Rodolfo Carlos de Oliveira, o assassinato de Rovida tem ligação com o homicídio de Fábio Nascimento Santos, o “Tripinha”, morto com um tiro na cabeça na noite de 30 de agosto também no bairro Santa Luzia. Ele estava no cruzamento da rua Goulart e São Domingos quando um indivíduo em uma motocicleta CG vermelha se aproximou e efetuou vários tiros. Tripinha foi socorrido, mas morreu pouco tempo depois. (Com informações rp10)

 

 


Compartilhe esta notícia!