Home Cidades Araçatuba Comércio de Araçatuba registra grande movimentação antes do dia das crianças

Comércio de Araçatuba registra grande movimentação antes do dia das crianças

8 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A movimentação do comércio de Araçatuba na manhã deste sábado (10), antevéspera do feriado de 12 de outubro, foi bastante intensa, principalmente em estabelecimentos do seguimento infantil. Em checagem da reportagem feita no calçadão de Araçatuba e em algumas lojas específicas do centro, pais, avós e crianças corriam atrás das compras antes do dia das crianças, comemorado nesta segunda-feira.

Por volta das 10h da manhã de ontem, o calçadão de Araçatuba recebia um público bem diversificados. Crianças, adultos e idosos, muitos deles passeando em família, aproveitavam as últimas horas de comércio aberto antes do feriado prolongado. Os estabelecimentos aproveitaram este movimento para aumentar o faturamento.

No calçadão da Marechal, um estabelecimento que vende várias utilidades tinha, logo na sua entrada, um locutor chamando pelo público e lembrando do dia das crianças, chamando famílias para as compras. Dentro da loja, que vende vários utensílios, o maior movimento era na parte infantil. Alguns pais optaram por levar as crianças para a compra e ouviam a todo o momento o pedido dos pequenos. Outros optaram por fazerem as compras sozinhos. Um casal de idosos, por exemplo, comprou uma boneca para a neta e afirmou à reportagem que fará surpresa para a menina nesta segunda-feira com este presente.

No caixa de pagamento, a fila era grande, com a sensação de ser ainda maior por causa do distanciamento imposto como medida para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. A maior parte das compras eram relacionadas ao dia das crianças.

A reportagem também esteve em uma famosa loja de brinquedos, localizada na rua Silva Jardim. Mesmo com um espaço grande, o movimento próximo do caixa era intenso com clientes, pacotes, além dos colaboradores, que buscavam atender a todos.

Dentro os brinquedos mais vendidos, segundo as atendentes, estavam casas de bonecas, personagens de jogos eletrônicos e jogos de inteligência.

Outra loja de roupas infantis também registrava movimento. No momento em que a reportagem esteve no local, duas avós compravam roupas para presentear os netos no dia das crianças.

Até estabelecimentos que não são especializados em produtos infantis aproveitaram a data para a chamar a atenção da criançada e dos adultos. Uma loja de perfumes e cosméticos do centro fez uma decoração especial lembrando filmes de animação da Disney e uma das atendentes estava vestida de “Chapeuzinho Vermelho”, com direito a uma cestinha, exatamente como na história infantil. Segundo um atendente da loja, a medida funcionou para atrair crianças, que eram presenteadas com doces e balões personalizados na saída do estabelecimento.

Crescimento

De acordo com as entidades lojistas, como o Sincomércio e a Associação Comercial de Araçatuba, e segundo alguns empresários consultados pela reportagem, a expectativa de aumento nas vendas no dia das crianças era de 5% para este ano, mesmo com a pandemia.

O índice otimista até surpreendeu o presidente do Sincomércio, o Sindicato do Comércio Varejista de Araçatuba, Gener Silva. Segundo entrevista concedida por ele na edição do jornal O LIBERAL REGIONAL da última terça-feira (6), os estudos indicavam que o aumento poderia ser de até 3%, porém em Araçatuba, os empresários e gerentes de lojas parecem estar mais otimistas.

“Conversei com alguns gerentes de lojas aqui da própria cidade de Araçatuba e nós tínhamos feito uma estimativa de 3%, baseado nas estatísticas que eu recebo né, de órgãos especializados. Mas eu fiquei surpreso de perceber que os gerentes de lojas de brinquedos aqui, eles consideram um aumento de até 5% em relação ao ano passado”, afirmou Gener Silva.

Para ele, a aproximação familiar causada pela pandemia deve fazer com que este consumo seja alto durante esta semana, pensando no dia das crianças.

“Tem uma explicação, essa pandemia trouxe uma união familiar tão forte em que todos estão se interagindo. Então, nesta pandemia, já houve muita compra de brinquedos, inclusive uma das maiores indústrias de brinquedos do Brasil, ela computou mais de 100% de aumento de vendas da indústria no atacado. Isso significa que todos compravam presentes para que interagissem dentro de casa, exatamente por causa da pandemia, que não podia sair”, explicou.

 


Compartilhe esta notícia!