Home Cidades Araçatuba Com 44,4 graus, região tem a temperatura mais alta da história de São Paulo

Com 44,4 graus, região tem a temperatura mais alta da história de São Paulo

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

De acordo com o portal Uol, o estado de São Paulo registrou ontem a maior temperatura de sua história, conforme a base oficial do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). O órgão oficial registrou às 15h, na estação automática em Lins, marcou 43,5°C – superando os 43ºC verificados em Iguape, em 1933. Às 14 horas, Lins registrou 43,2 graus. Os números constam da base do Inmet. Porém, às 14h10, a Estação Agrometereológica Ilha Solteira, da área de Hidráulica e Irrigação da Unesp, registrou 44,4, o que pode ser considerado recorde histórico no Estado de São Paulo.

Com a onda de calor que vem atingindo o Brasil há vários dias, as marcas vêm sendo superadas com relativa frequência. O Uol mostrou as temperaturas mais elevadas da história de São Paulo: 43,5°C – Lins, em 07 de outubro de 2020, 43,0°C – Iguape, em 3 de fevereiro de 1933, 42,8°C – Registro, em 2 de outubro de 2020, 42,4°C – Dracena, em 6 de outubro de 2020 e42,2°C – Catanduva, em 5 de outubro de 2020. O ranking da temperatura teve como fonte a Metsul Meteorologia. No entanto, como se observa, não foram considerados os registros feitos pela Unesp de Ilha Solteira. A reportagem apurou que na terça-feira (6), às 14h40, a mesma estação da Unesp chegou a 44,1 graus.

Conforme dados do Instituto Nacional de Meteorologia, na terça-feira a cidade mais quente do país foi Coxim, em Mato Grosso do Sul, que chegou a 44 graus. Como se observa, o Inmet considera apenas as suas estações automáticas. Na região estão instaladas em Lins, Valparaíso, Jales e Dracena.

Independente dos números ou órgãos pesquisadores, as temperaturas registras nessa quarta-feira em Lins (43,5 graus) e 44,4 graus em Ilha Solteira, são as mais elevadas do Brasil.

 


Compartilhe esta notícia!