Home Cidades Araçatuba Empregados do comércio araçatubense podem não ter reajuste salarial no próximo ano

Empregados do comércio araçatubense podem não ter reajuste salarial no próximo ano

8 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBVA

Trabalhadores do comércio de Araçatuba não devem ter aumento salarial para o ano que vem. Uma recomendação da Fecomércio, a Federação Nacional Comércio, é para que não haja concessão de reajuste salarial devido à pandemia do novo coronavírus, que manteve lojas fechadas por vários meses e diminuiu o fluxo de caixa de todas as empresas.
A próxima convenção coletiva, a ser realizada entre Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Araçatuba) e o Sincomerciários (Sindicado dos Empregados do Comércio de Araçatuba) ainda não tem data para acontecer, mas já há conversas para que estas recomendações sejam acatadas, tendo em vista o período de recuperação pelo qual o comércio está passando após a volta das atividades.
De acordo com o presidente do Sincomércio, Gener Silva, é da vontade de lojistas que esta situação de congelamento de salários dos funcionários seja cumprida.
“Eu acho até bastante razoável (a ideia de não aumentar os salários) porque a federação e o sindicato já pensaram nisso há uns 60 dias atrás, o congelamento deste pedido de majoração, que é fazer com que os salários fiquem maiores. O que discutimos bastante é se há possibilidade de repassar algum tipo de inflação, percentual, mas nem isso está certo, a grande maioria não quer nem isso em relação aos prejuízos que a pandemia causou aos empresários”, afirmou Gener Silva.
O presidente do Sincomércio afirmou que a possibilidade maior é que haja uma manutenção inicial dos salários até o final da pandemia e após este período ocorrer uma nova discussão entre os sindicatos e suas bases sobre um possível reajuste salarial.
“Não vai ter aumento de salário, não vai ter mesmo, ninguém quer, eu também não quero, afinal de contas eu sou comerciante. Então, se houver alguma cláusula que recomenda algum tipo de ajuste, é só depois da pandemia”, explicou.
Notificação
O Sincomércio foi notificado extrajudicialmente pela ALCA (Associação dos Lojistas do Calçadão de Araçatuba), e pelas Associações de Lojistas do Araçatuba Shopping e do Shopping Praça Nova a informar a estas entidades sobre as negociações que ocorrerem com o Sincomerciários sobre a convenção coletiva.
As associações também pedem para que haja manutenção do salário vigente dos trabalhadores, inclusive com redução nos vencimentos de colaboradores em 10% para o próximo ano. Além disso, pedem também a abertura das lojas em todos os feriados e o pagamento dos dias trabalhados em feriados em holerite e não mais informalmente, como ocorre atualmente.
Segundo Gener Silva, a diminuição de salários não pode ocorrer por lei, apenas podendo haver o congelamento dos vencimentos. Já a convenção ainda não ocorreu e ainda está se discutindo uma data para que estes assuntos sejam discutidos entre os sindicatos e lojistas.
“Não há data prevista porque não houve tratativa direta com o Dr. José Carlos, do Sincomerciários, mas não há nada, nenhuma tratativa oficial, nem oficiosa, nem informal não houve. Às vezes é claro, converso com o José Carlos a respeito, que esse ano vai ser difícil por causa da pandemia, generalidades, mas ainda não teve nada”, concluiu.
O período vigente da atual convenção coletiva será válido para o período entre 1º de setembro de 2020 até 31 de agosto de 2021.
Recuperação
Para o presidente do Sincomércio, por terem ficado muito tempo fechadas, as lojas devem demorar até recuperar o seu fluxo de caixa normal de antes da pandemia. Mesmo com expectativas de aumento nas vendas nos próximos meses com o Dia das Crianças e a proximidade do Natal, a maior espera é pela volta do atendimento em horário normal, que seria possível com a fase verde do Plano São Paulo.
“Estamos aguardando aí, agora com a fase amarela a gente está na expectativa de voltarmos a atender em horário normal na próxima fase e seguirmos a recuperação”, completou Silva.
Atualmente, o comércio está autorizado a abrir por 8 horas em Araçatuba, sendo que pode haver a flexibilização do horário conforme a vontade e necessidade do comerciante. Caso Araçatuba avance para a fase verde, as lojas poderão voltar a funcionar em horário normal, entre 9 e 10 horas por dia, a depender de cada seguimento. A próxima atualização ocorre apenas no dia 9 de outubro.


Compartilhe esta notícia!