Home Cidades Araçatuba Sesi Birigui vence competição nacional com a criação de filtro que mata o coronavírus

Sesi Birigui vence competição nacional com a criação de filtro que mata o coronavírus

6 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

Encontrar soluções para diminuir os impactos causados pelo coronavírus. Esse foi o objetivo do Desafio Sesi de Robótica Covid-19, competição nacional organizada recentemente pelo Serviço Social da Indústria (Sesi). Com a participação de 2 mil estudantes (de 9 a 18 anos), a competição reuniu 367 equipes de várias cidades do Brasil. O Desafio reuniu escolas públicas, particulares e equipes de garagem. A Equipe Big Bang, do Sesi Birigui, conquistou a primeira colocação.

Os alunos de Birigui criaram o Freetoilet, um filtro sanitizante para o vaso sanitário que rompe a camada lipídica do vírus e elimina 99,99% da covid-19 em menos de 1 minuto.

Em função da pandemia do coronavírus, as apresentações foram gravadas e enviadas aos jurados. Os finalistas participaram de uma sabatina on-line, que contou com 14 perguntas técnicas.

O Freetolilet, da Equipe Big Bang, conseguiu um Laudo Virucida emitido pelo Instituto de Biologia da UNICAMP. Os detalhes da criação da pastilha estão disponíveis no site da equipe [sesibigbang1.wixsite.com/freetoilet.

“O Desafio fez com que os alunos usassem a criatividade e a robótica para enfrentar e minimizar os impactos da Covid-19. Em nossas pesquisas vimos que o banheiro é um ambiente altamente contaminante e que o simples ato de dar descarga pode espalhar as partículas da Covid-19”, explicou o professor Valter Moreno Carvalhal Junior, técnico da Big Bang.

Segundo ele, as partículas da Covid-19 estão presentes nas fezes ou urina de pessoas infectadas em forma de um aerossol, ficando suspensas no ar por até  duas horas ou se alojando em superfícies, onde podem sobreviver por dias.

“Para resolver o problema, a equipe de Birigui criou o filtro, que é colocado no vaso sanitário, sendo ativado de maneira automática com a passagem da água da descarga. Ele foi desenvolvido com materiais duráveis e sustentáveis”, falou o técnico da equipe.

A criação do filtro também conta com um diferencial: na lateral existe um sistema inovador com silicone flexível, com abertura para inserir facilmente a pastilha, não deixando escapar e permitindo a troca da pastilha sem tocar no vaso.

O técnico do SESI Birigui inda destacou que a pastilha conta com dois materiais inovadores no combate a Covid-19: o digliconato de clorexidina e o extrato do gengibre, que inativam o vírus.

“Quando a água é acionada pela válvula de descarga, passa pela pastilha e o produto liberado acaba com o vírus presente nas vezes e urina da pessoa contaminada. Os dejetos são tratados e lançados na rede de esgoto sem as partículas do vírus”, completou Valter Moreno.

DESTAQUE

A conquista do Sesi Birigui é um fato marcante para toda a comunidade escolar, como o diretor do Centro de Atividades – Ataliba Mendonça Junior, gerente Administrativo e Financeiro: Elaine Cristina Seba, diretora escolar, Silvia Cristina Dias, as coordenadoras pedagógicas: Luzilene Zucolotto Escardovelli e Kenya da Silva Bueno e Silva.

Atuaram diretamente na pesquisa e desenvolvimento do trabalho o técnico  Valter Moreno Carvalhal Junior e os alunos Beatriz Garrocini Torres (1º EM), Bianca Gajardoni Bearare (1º EM), Camila Andrade Silva (1º EM), Enzo Araujo Soares (9º Ano), Maria Eduarda dos Santos Izá (2º EM), Marina Sversut Bócca (1º EM), Murilo Henrique Zucolotto Escardovelli (2º EM) e Sthefany Thaynara Moroni (9º Ano).


Compartilhe esta notícia!