Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Birigui foi informada de que dois homens visitaram residências e diziam ser funcionários da saúde. Além de preencher um suposto cadastro, eles ofereciam aparelhos de massagem. Diante disso, a secretaria emitiu um alerta à população de Birigui,

“Recebemos reclamações de dois homens indo nas casas e se passando por funcionários da saúde, pedindo para fazer um cadastro da pessoa e vendendo aparelhos de massagem. Os Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Combate a Endemias NÃO realizam nenhum tipo de vendas de produtos para população”, informou a pasta por meio de nota.

De acordo com a secretaria, os agentes realizam visitas nas residências, levando informações e realizando acompanhamento para pessoas com comorbidades. “Todos andam uniformizados com camisetas, jalecos, bolsas e crachás devidamente identificados com logo da Prefeitura de Birigui e do Departamento de Estratégia de Saúde da Família ou Centro de Controle de Vetores e Zoonoses. Os crachás contam com nome, função e matrícula”, acrescenta a nota.

Caso o munícipe tenha alguma dúvida para identificar se realmente é um profissional da área da saúde, basta entrar em contato com a Secretaria de Saúde de Birigui, que atende pelos telefones 3643-6274 / 3643-6233 ramais 224 ou 262.

 

VISITA DOMICILIAR

De acordo com a pasta, “estamos vivenciando um ano diferente, onde ouvimos muito se falar sobre coronavírus (covid-19) e estamos esquecendo ou deixando de lado a dengue e seu mosquito transmissor, o Aedes aegypti. Não devemos baixar a guarda, pois até o dia 8 de setembro foram registrados 595 casos positivos da doença e muitos pacientes com sintomas leves acabam não procurando as unidades de saúde. Vamos ficar atentos aos criadouros para o mosquito, ou seja, tudo que esteja com água parada ou que possa segurar água parada como: bebedouro de animais, plásticos, latas, garrafas, caixas d’água sem tampa, ralos internos e externos, pratos para vasos de plantas, plantas na água, entre outros”.

 

“É muito importante lembrar que nossos agentes estão realizando as visitas com máscaras e utilizando álcool em gel. Pedimos para a população que permita a entrada dos agentes para realizar as visitas em suas residências após confirmar suas identificações, podendo acompanhá-los a uma distância segura para todos”, finaliza a nota.

 


Compartilhe esta notícia!