Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

Apesar de o prefeito Dilador Borges (PSDB) ter feito a promessa em julho de 2019, sua gestão joga a culpa no Estado pelo descumprimento da promessa de construir um hospital veterinário para animais de pequeno porte ainda neste ano.

Em resposta a requerimento protocolado na Câmara em 5 de agosto, seis dias após O LIBERAL REGIONAL ter publicado reportagem sobre o “aniversário” de um ano do anúncio, a administração municipal atribuiu a falta de avanços nas etapas para a construção ao governo estadual, do também tucano João Doria, aliado político de Dilador.

Questionado pelo Legislativo se o Executivo municipal já preparou processo licitatório para a contratação da construtora que irá fazer a obra, a Prefeitura respondeu: “A contratação da empresa para construção da unidade da Clínica Veterinária será atribuição da Secretaria de Estado da Saúde”.

Ainda no documento, com data de 24 de agosto, o poder público municipal afirma que não houve qualquer repasse do governador João Doria para essa finalidade.

Na mesma resposta, a gestão de Dilador reafirma a existência de local definido para a construção do hospital, no cruzamento da Rua Junqueira Freire com a Saverio Safioti, junto ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), numa área de 480 metros quadrados.

IMPASSE

No pedido de informações, o vereador Arlindo Araújo (MDB) lembrava da promessa feita por Dilador em julho do ano passado e destacava ainda informação passada por Doria, em novembro de 2019, de que Araçatuba daria o pontapé inicial para o Programa “Meu Pet”, voltado à construção de dez hospitais veterinários em todo o Estado durante sua gestão.

Em Araçatuba, a previsão do Palácio dos Bandeirantes era investir cerca de R$ 3,2 milhões no projeto com a licitação destinada à contratação da empresa que construiria o prédio. A contratação de funcionários e o custeio das atividades assistenciais ficarão sob responsabilidade da Prefeitura.

Quando esteve na cidade no final do ano passado, Doria havia previsto o início da construção para março, por ironia, o mesmo mês no qual foi decretada a pandemia de covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, o que levou à paralisação de uma série de serviços e a uma inversão nas prioridades da administração pública, em geral.

Dentre outras ações, o Hospital Público Veterinário tem por objetivo dar apoio a ações e serviços voltados à defesa e saúde dos animais domésticos (cães e gatos), incluindo vacinação e adoção responsável.

ANTECIPAÇÃO

Dilador fez o anúncio do hospital em vídeo gravado nas redes sociais em 26 de julho do ano passado. Disse ele, na gravação: “Recebi há pouco uma ligação da assessora técnica da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado, Giovanna Tripoli, nos comunicando que Araçatuba será contemplada. O Hospital Público Veterinário tem o objetivo de atender gratuitamente animais de pequeno porte”.

E completou: “Daremos mais informações em breve, pois a Giovanna virá em nossa cidade para nos passar detalhes dessa nova conquista. Agradeço desde já ao governador João Dória, que está fazendo um grande trabalho”.

Enquanto o serviço público prometido não vem, Araçatuba segue dependente, em especial, da Faculdade de Veterinária da Unesp (Universidade Estadual Paulista), que tem ajudado e para onde recorre a população quando precisa de cuidados para seus bichos de estimação.

-X–X


Compartilhe esta notícia!