Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O atendimento em saúde básica da população de Araçatuba sempre foi um dos principais alvos de crítica de moradores da cidade. Neste ano, após o início da pandemia, muitos usuários reclamaram de alguns problemas que encontraram em Unidades Básicas de Saúde no momento de necessidade de utilização dos serviços.

Um dos motivos de maior reclamação de usuários à reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL e da Clube FM 96,3 foi por conta da demora para divulgação de resultados de exames realizados. A necessidade de uma segunda coleta de material e falta de informação sobre onde fazer os exames também foram alvo de reclamações por parte dos moradores da cidade que foram atendidos nos últimos meses.

Por conta disso, a reportagem conversou com a direção da Associação Mahatma Gandhi, que é originalmente de Catanduva, e que desde 22 de outubro do ano passado é a responsável pelos atendimentos de atenção básica em Araçatuba, após licitação vencida.

Atraso corrigido

O diretor administrativo da Mahatma Gandhi em Araçatuba, Thiago Victor Mafei, admitiu o atraso até 20 vezes maior que o comum nos três primeiros meses de implantação do laboratório da Associação no município, mas informa que o problema já foi resolvido com a troca do sistema. Segundo ele, o sistema que começou a ser utilizado para o processamento de resultados era manual, o que causava o atraso na divulgação dos resultados.

“O grande fator foi o sistema de informação que a gente utilizava, a coleta era realizada nas Unidades Básicas de Saúde, como são realizadas até hoje, a amostra vinha para o laboratório, não havia atraso no processamento, porém, a liberação do resultado era através de um sistema de informação, e nós tivemos problema com o sistema inicial, que gerava esse atraso na liberação dos resultados e aí nós verificamos que o sistema não atendia à necessidade e iniciamos o processo de implantação de um novo sistema. Então, a demora de fato ocorreu”, admitiu o diretor administrativo, que afirmou que em Catanduva o sistema manual de divulgação de resultados dá conta da demanda, o que não ocorreu em Araçatuba.

Segundo Thiago Mafei, exames simples, como por exemplo, o hemograma, podia demorar até 20 dias entre a coleta de material e a divulgação do resultado do exame ao paciente. De acordo com ele, com o novo sistema informatizado, o paciente tem o resultado deste tipo de exame no mesmo dia.

“Varia conforme o exame, mas a gente estava em uma media de 20 dias para liberar o resultado anteriormente, quando utilizamos o outro sistema. Agora, no mesmo dia ou até no dia seguinte nós já conseguimos liberar o resultado dos exames mais simples”, explicou o diretor administrativo, que informou ainda que o problema do atraso já foi regularizado no início do mês de julho.

Mais pacientes sendo examinados

A Associação processa as amostras em um laboratório próprio localizado na rua Tiradentes que começou as suas atividades em abril deste ano. Segundo a direção da empresa, não era uma necessidade imposta no contrato com o município a empresa ter um laboratório, porém ela teria que prestar o serviço.

Entre contratar laboratórios terceirizados e ter o próprio, a associação preferiu montar uma unidade. Por já ter laboratório também em Catanduva, a direção da O.S. acredita que este tipo de trabalho pode agilizar o atendimento e aumentar a demanda de pacientes examinados.

De acordo com dados da própria associação, o déficit de realização de exames em Araçatuba era de até 50% em algumas UBSs, isso porque o usuário precisava se deslocar até o laboratório no centro da cidade sem ter condições para isso, enquanto agora a coleta é feita na própria UBS.

“O usuário da Atenção Básica recebia a guia e tinha a opção de escolher entre três prestadores, que era um contrato com a prefeitura, então o usuário tinha que se deslocar até o centro da cidade para realizar a coleta da amostra, e hoje não é assim. Pensando muito no acesso do usuário, que é uma das coisas mais importantes do SUS, é muito mais fácil ele realizar a coleta na UBS que está bem mais próxima à casa dele”, explanou Thiago Mafei.

Repetição de coleta é normal, segundo diretor

Com relação à outra reclamação de usuários por conta da repetição de coleta do mesmo material para exame, Thiago Mafei explicou que o procedimento é comum e ocorre por uma série de fatores.

“A coleta é realizada nas unidades de saúde e como qualquer outro laboratório às vezes a quantidade da amostra foi de forma inadequada, a coleta às vezes não foi na quantidade suficiente e isso gera a recoleta, então isso é comum da rotina de qualquer laboratório”, esclareceu.

Resultado por SMS

A Associação lançou ontem um sistema on line para que o próprio usuário das Unidades Básicas de Saúde possa acessar o resultado de exame. Está sendo enviado uma mensagem por SMS para o paciente, que pode ter acesso através da internet da divulgação dos resultados.

“Hoje o sistema permite que o próprio usuário tenha acesso aos seus resultados, esse serviço começou hoje (ontem), o usuário realiza a coleta, a amostra vem para o laboratório, a partir do momento que o resultado for disponibilizado, o usuário recebe um SMS com o login e uma senha, com isso ele vai acessar o site e consegue baixar o resultado dos exames”, explicou Thiago Mafei.

A direção da empresa que cuida das 19 UBSs de Araçatuba afirmou que, atualmente, há uma demanda de 15 mil exames por mês no município, mas afirma que mesmo assim não há fila de espera. Segundo eles, todos os usuários que passam por atendimento e que necessitam de exames já estão realizando a coleta no dia seguinte ao primeiro atendimento.


Compartilhe esta notícia!