Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

A Secretaria Municipal de Saúde informa os agentes devidamente uniformizados e identificados com crachá, as Equipes de Saúde da Família (ESF) estão realizando o recadastramento de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) seguindo orientações do Governo Federal. O trabalho é feito de casa em casa.

A ação faz parte do Programa Previne Brasil para melhor gestão dos recursos no país. “O trabalho também será feito depois do horário das 17h e nos finais de semana. Peço que a população receba bem os agentes. Mesmo quem possui plano de saúde privado deve realizar o cadastro”, alerta o secretário da pasta, Farid Haddad.

São coletados os dados pessoais de cada membro da família para não apenas garantir melhor atendimento nas unidades, mas também manter ações de Vigilância em Saúde como controle sanitário de clínicas e estabelecimentos que comercializam gêneros alimentícios, controle de doenças endêmicas e manejo ambiental, controle de zoonoses e ações de imunização.

Haddad destaca que a iniciativa visa atualizar e ampliar o cadastro dos usuários, pois muitas pessoas são atendidas na atenção primária, mas nem sempre estão vinculadas às equipes de saúde, o que garantiria o acompanhamento.

“Ou mesmo, por não terem a saúde monitorada no dia a dia, essas pessoas acessam o SUS nas emergências hospitalares, com quadros mais graves de doenças que poderiam ter sido evitadas”, comentou o secretário

Farid explicou ainda que o vínculo do cidadão à equipe permite o planejamento da oferta de serviços no município e o acompanhamento adequado de cada paciente. Além dos atendimentos na rede de Urgência e Emergência e ainda em serviços hospitalares especializados como Centros de Hemodiálise, Unidades de Terapia Intensiva, Hemocentros e redes de Transplante de Órgãos.

Em Andradina, a meta é recadastrar toda a população, visto que neste último trimestre o Governo Municipal ampliou a cobertura das ESFs para 100% do município, aumentando a quantidade de 11 para 16 equipes, contando com mais atendimentos nas unidades, além da ampliação do horário de funcionamento e incremento de novos serviços em todas as unidades.

“A atenção primária é a porta de entrada do SUS. Com todos cadastrados alcançaremos um nível de atenção em que será possível monitorar principalmente materno-infantil, imunização e doenças crônicas, o cidadão estará mais bem cuidado”, finalizou.


Compartilhe esta notícia!