Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Em um momento de pandemia, onde muitos empregos nos mais diversos setores foram perdidos, os serviços essenciais salvaram a geração de postos de trabalho no estado de São Paulo e no país. De acordo com levantamento da APAS, a Associação Paulista dos Supermercados, os meses de maio e junho, somados, registraram 1.543 empregos criados.

No mês de maio, o destaque ficou para os hipermercados e supermercados, com criação de 1.374 vagas. Atacados e atacarejos, minimercados, e hortifrutis tiveram uma queda de 101 vagas, ocasionando o saldo positivo do mês.

Já em junho, o destaque positivo ficou para o setor de atacados e atacarejos, com a criação de 277 vagas. Minimercados e mercearias também se destacaram criando 194 postos de trabalho, além de outros 72 postos criados nos hortifrutis. Em compensação, hipermercados que estavam em alta na geração de empregos em maio, tiveram um déficit de 273 vagas.

No estado de São Paulo são 543 mil pessoas que trabalham no setor.

Em todo o país, o setor criou no mês de junho, de acordo com o Caged, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, 5.288 vagas de emprego. O número é 316% maior que no mesmo mês de 2019, quando foram criadas 1.271 vagas.

Mais de 7 mil empregos na região

Na região de Araçatuba, até o final de 2019, quando foi divulgada a última parcial da APAS, eram 7.054 empregos gerados no setor de supermercados. Número este que já é maior com a abertura de novos postos de trabalho neste ano, que foram impulsionados pela chegada de um novo empreendimento em Araçatuba, o Atacadão.

De acordo com a assessoria de imprensa do Grupo Carrefour, que gere as 191 lojas do Atacadão em 26 estados do Brasil, o investimento realizado em Araçatuba, que foi de cerca de R$ 15 milhões, e a inauguração da loja no mês de março, foram importantes para o movimento de contramão da incerteza econômica que vivia a cidade e o país no início da pandemia. “A loja de Araçatuba foi inaugurada em um momento atípico que estamos vivendo com a pandemia, mas foi muito importante para a região, tanto na geração de empregos quanto na oferta de produtos com preços mais acessíveis. Por contarmos com um amplo sortimento de alimentos e itens de primeira necessidade para atender as compras de abastecimento, nos tornamos um grande aliado dos comerciantes e das famílias araçatubenses neste período tão delicado”, afirmou a direção da empresa via assessoria de imprensa.

Com a abertura do Atacadão, Araçatuba criou cerca de 500 postos de trabalho, entre diretos e indiretos, beneficiando pessoas da cidade e da região que trabalham em serviços terceirizados e distribuição e que possuem no estabelecimento a sua fonte de renda.

Funcionando na rua Clibas de Almeida Prado, no bairro Casa Nova, em Araçatuba, o estabelecimento especializado em vendas no atacado teve de mudar seu projeto para atender as novas normas de higienização. Segundo a direção da empresa, há segurança para funcionários, colaboradores e consumidores no espaço neste momento. “Garantimos toda a segurança no momento de compra dos nossos consumidores e o acesso a produtos de excelente qualidade com preços competitivos. Além disso, nossas unidades valorizam a regionalização dos produtos, atendendo as preferências e hábitos dos consumidores em cada região”, explicou a direção da empresa, citando produtos regionais como componentes do estoque.


Compartilhe esta notícia!