Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – SANTO ANTÔNIO DO ARACANGUÁ

A prefeitura de Santo Antônio do Aracanguá acaba de concluir mais uma parceria com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Trata-se da recuperação de 5,50 km de estrada rural, pelo Programa Melhor Caminho, na região do Córrego das Cruzes, que liga o município a Auriflama e Guzolândia.

A obra foi executada por uma empresa contratada pela Secretaria e teve investimentos de R$ 535.203,15 mil por parte do Estado, com mais R$ 71.163,16 de recursos próprios do município como forma de contrapartida, totalizando o valor de R$ 606.366,31.

De acordo com o Departamento de Estradas Rurais do município, a obra no local consiste na adequação e conservação da área, com serviços de limpeza, quebra de barrancos laterais que impediam a drenagem superficial das águas de chuva, exigindo constante manutenção pela prefeitura, estrutura para a captação e o armazenamento das águas da chuva evitando a erosão do solo, intervenções para alargamento, elevação e cascalhamento do leito da estrada.

O trânsito na região é intenso e sempre causou grandes transtornos em períodos chuvosos, a todos que dependem da estrada. Segundo a prefeitura, o trecho recuperado é fundamental para o desenvolvimento da região, devido ao grande movimento para o escoamento da produção agropecuária e de veículos que utilizam a estrada para acessar os condomínios localizados às margens do Córrego das Cruzes, além de beneficiar o transporte de alunos e a comunidade rural local, que poderá se locomover com maior segurança.

 

LAMBARI

Com a obra na região do Córrego das Cruzes, a atual gestão soma agora quase 15 quilômetros de trechos recuperados em convênio com o Governo do Estado, por meio do Programa Melhor Caminho.

Na primeira parceria, executada em 2017, foram aplicados mais de R$ 1 milhão na recuperação de 8,7 quilômetros de extensão, no trecho de acesso ao Córrego Lambari, na estrada que liga Aracanguá à Sud Menucci, sendo mais de R$ 915 mil do Governo de São Paulo, com contrapartida de cerca de R$ 200 mil da Prefeitura.


Compartilhe esta notícia!