Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O prefeito de Brejo Alegre, Adriano Marcelo Bonilha, de Brejo Alegre, testou positivo para covid-19. Além do prefeito, outro servidor também foi confirmado com a doença. Por medida preventiva, o vice-prefeito João Nilson Neves de Andrade, que está respondendo interinamente pela administração, suspendeu o funcionamento do paço municipal na terça-feira (11) e na quarta-feira (12). O funcionamento deverá ser normalizado.

Por meio do decreto 1.281, de 22 de julho último, o prefeito Adriano Marcelo Bonilha declarou estado de calamidade pública no município tendo em vista o agravamento da situação econômica provocada pela

brusca queda da arrecadação municipal causada pela queda no índice de participação do município por conta de encerramento de atividades de uma grande empresa do município, e o recente despacho, no sentido negativo de pedido de compensação financeira, conforme despacho da Secretaria de

Fazenda do Estado de São Paulo.

A medida foi adotada também em “decorrência das ações emergenciais necessárias para conter a pandemia do Coronavírus, com as finanças públicas e as metas fiscais estabelecidas para o presente exercício poderão restar gravemente comprometidas no Município, assim como as metas de arrecadação de tributos, em razão da redução da atividade econômica”.

Poucos dias depois de decretar a calamidade pública, o prefeito Adriano Marcelo Bonilha, que vai completar 45 anos em setembro, testou positivo e também um servidor municipal. Diante disso, o prefeito interino achou por bem suspender o funcionamento do paço municipal por dois dias para medidas preventivas. Setores da administração que instalados em outros prédios funcionaram normalmente.

A reportagem apurou que o prefeito Adriano Marcelo Bonilha está passando bem e que afastou-se por medida preventiva.

 

HISTÓRICO
O primeiro prefeito da região a testar positivo foi Rodrigo Santana, de Santo Antônio do Aracanguá. O quadro agravou-se e ele morreu depois de várias semanas internado no Hospital Unimed, de Araçatuba.


Compartilhe esta notícia!