Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A movimentação de consumidores no comércio de Araçatuba por conta do Dia dos Pais já começou. Mesmo antes do quinto dia útil do mês, que é na próxima sexta-feira, o movimento do calçadão, principal corredor comercial da cidade, já era mais intenso no meio da tarde de ontem.

A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL esteve nesta terça-feira no local e constatou que a procura por artigos masculinos como roupas, sapatos e eletrônicos já era maior do que em épocas normais. Acessórios como relógios, correntes, além de roupas esportivas estão entre os destaques para a data neste ano.

Movimento até 40% maior

De acordo com o proprietário da Magnos Joalheiros, Neuri Gerolometto, acessórios como correntes e relógio geralmente são os mais procurados em seu estabelecimento em época de Dia dos Pais. “As pessoas procuram bastante nessa época de Dia dos Pais relógio, óculos de sol, vendemos algumas correntes de prata pra homem, pulseira, corrente de ouro, são os artigos que mais se vendem no Dia dos Pais”, afirmou.

O empresário confirmou que as vendas para a data já começaram. Segundo ele, o movimento nos primeiros dias de agosto já é maior do que o registrado no mês de julho. “Essa semana já começou porque no próximo domingo já é Dia dos Pais, né, então sempre dá um agito sim, um acréscimo de pessoas em busca de alguma diferente pensando na data. Comparado com o mês de julho houve um acréscimo já de 30% a 40%”, afirmou Gerolometto.

A loja permaneceu aberta durante o período da quarentena, já que por comercializar óculos de grau, foi enquadrada no ramo de ópticas, que são consideradas serviço essencial durante a pandemia de covid-19.

O empresário Neuri Gerolometto crê que esta semana a melhora nas vendas será significativa, o que pode ajudar seu estabelecimento a recuperar parte das perdas por conta do fechamento das lojas. Mesmo com o seu estabelecimento permanecendo aberto, o movimento no Calçadão praticamente inexistiu nos dias de quarentena mais rígida. “A loja que ficou aberta trabalhou em período curto. Eu acredito que agora para o Dia dos Pais, não sei se vai recuperar o que vinha antes, mas já deve dar uma boa melhora, porque as pessoas são muito ansiosas para presentear o pai e fazer algum agrado em casa porque as pessoas estão temerosas por causa da pandemia e não sabem o que vai acontecer, nisso querem presentear”, completou.

Ticket mais baixo e início da recuperação

Para o gerente da Zapith Esportes, Aviner Borghi, em estabelecimentos do ramo os produtos mais procurados na época do Dia dos Pais são os que mais auxiliam homens durante a prática esportiva. “O que está mais saindo é short, confecção esportiva, para auxiliar os pais na prática esportiva. Camisetas também temos uma boa saída, além dos produtos que são de entrada na parte de tênis”, enumerou.

Quanto ao ticket médio da compra do presente neste ano, Aviner acredita em um decréscimo por conta do menor poder aquisitivo de boa parte da população por conta da pandemia, mas ainda sim crê que a maioria não deixará a data passar em branco. “Antes o ticket médio era de 130 a 150 reais, agora abaixou para entre 70 e 100 reais”, afirmou, indo contrário à expectativa da Associação Comercial e Industrial de Araçatuba, que prevê um ticket médio de até R$ 150 no comércio de uma forma geral.

A procura por artigos esportivos também já começou. Segundo Aviner, clientes já procuraram o local pesquisando sobre presente para o Dia dos Pais, inclusive pela internet. “Já começou a galera a procurar pessoalmente e nas nossas redes sociais também falando que é presente de Dia dos Pais, produtos relacionados à data, e isso é bem importante pra gente porque somos bem específicos na ala masculina”, comemorou.

O gerente da loja esportiva acredita que a data especial no próximo domingo será importante para minimizar perdas que o setor comercial teve durante o período em que as lojas ficaram fechadas. Mesmo otimista, ele crê não ser possível recuperar o prejuízo em apenas uma data. “Recuperar não, mas a gente tenta minimizar, porque o estrago foi feio”, completou.


Compartilhe esta notícia!