Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Na semana em que é comemorado o Dia dos Pais, lembrado no próximo domingo, dia 9, a expectativa do comércio de Araçatuba é que o ticket médio dos presentes comprados em alusão à dada sejam de até R$ 150. Com o quinto dia útil do mês de agosto caindo na sexta-feira, lojistas esperam um bom movimento na expectativa de recuperar parte das perdas do período em que as lojas ficaram fechadas. A expectativa por aumento nas vendas em relação ao ano passado é de até 5%.

Segundo a Associação Comercial e Industrial de Araçatuba, mesmo com o período de pandemia, espera-se um crescimento nas vendas para a data em relação ao ano de 2019. Para o diretor da Associação Comercial e Industrial de Araçatuba, Nei Ferracioli, o Dia dos Pais é a quarta principal data em importância para o comércio, ficando atrás do Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados. “Nesta semana de Dia dos Pais, nós estamos acreditando em um acréscimo nas vendas de 3% a 5% em relação ao ano passado, porque dia dos pais é uma data forte. O ticket médio deve ficar em torno de R$ 120 a R$ 150. Com certeza teremos um movimento maior, uma esperança maior”, disse em entrevista ao SRC.

A expectativa é de um impacto positivo principalmente nas lojas do centro da cidade. No calçadão, principal corredor comercial de Araçatuba, a animação para a data já é uma realidade e os estabelecimentos estão prontos para receber os consumidores. “Embora o comércio esteja passando por um momento diferente, de receio, aprendizado e reinvenção, acreditamos que o Dia dos Pais vai causar impacto positivo no setor em Araçatuba”, avalia presidente da Alca, a Associação dos Lojistas do Calçadão de Araçatuba, César Braga. “Estamos preparados para atender presencialmente e também remotamente, por meio das ferramentas digitais e delivery”, completou em fala através de sua assessoria.

Lojas somente 4 horas por dia

Durante esta semana, as lojas do comércio de Araçatuba seguem funcionando das 12h às 16h. No sábado, a abertura será das 9h às 13h. Por conta da pandemia e das diretrizes do Plano São Paulo do governo estadual, neste ano não será possível a abertura em horário especial.

Na semana passada, a ACIA, através do seu diretor Nei Ferracioli, fez um pedido através das redes sociais ao prefeito Dilador Borges para que permitisse, excepcionalmente, o funcionamento das lojas por mais tempo, porém, o pedido foi negado pelo chefe do executivo.

Para a Associação, as lojas abertas por pelo menos 6 horas diminuiriam o risco de aglomeração, oferecendo segurança aos clientes, além de auxiliarem os empresários em suas vendas. Na justificativa do veto ao pedido, a prefeitura de Araçatuba afirmou que não pode ir contra as diretrizes preconizadas pelo governo do estado através do Plano São Paulo, que neste momento classificam Araçatuba na fase 2 (laranja), que tem abertura restrita a 4 horas diárias para o comércio ou a 6 horas em caso de fechamento por três dias na semana.

Brasil

Apesar da boa expectativa do comércio araçatubense e da previsão de ticket médio entre R$ 120 e R$ 150, uma pesquisa revelou que, no Brasil, lojistas estão menos animados, na media geral, embora acreditem em recuperação nas vendas por conta do Dia dos Pais.

 

Pesquisa realizada pela Méliuz, empresa líder em cashback do país – um método de compras que possibilita ao cliente recuperar parte do dinheiro gasto em determinadas mercadorias ou serviços -, aponta que 69% dos brasileiros pretende presentear os pais.

 

A projeção do gasto, segundo a maior parte dos entrevistados, está entre R$ 51 a R$ 100, valor que seria menor do que o gasto no ano passado, que ficou na casa dos R$ 150.

 

Ainda segundo o levantamento, 51% das pessoas devem optar por roupas. Em segundo lugar, vem a categoria acessórios e calçados com 28%, seguido de itens eletrônicos, com 25,1%. Já os perfumes e cosméticos foram citados por 22,18% e celulares, por 15,9% dos entrevistados.


Compartilhe esta notícia!