Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Uma líder religiosa araçatubense vai representar o Brasil em uma conferência de oração pelo mundo feita só por mulheres que vai acontecer no próximo domingo. Serão, ao todo, 24 países representados por pastoras, apóstolas, que farão 24 horas de orações pela população mundial, que está sofrendo neste ano com a pandemia do novo coronavírus.

Daniela Rodrigues de Araújo Ribeiro, 40 anos, apóstola do Ministério Apostólico Novo Tempo, que fica no Jardim Universo, em Araçatuba, foi escolhida dentre diversas pastoras para representar o país nesta conferência, que terá início às 0h do próximo domingo, dia 12, com previsão de encerramento para as 0h de segunda-feira. Será um dia inteiro de orações, com interação entre as conferencistas de forma remota, pela internet.

Em conversa com a nossa reportagem, Daniela contou que tem feito um trabalho de encorajamento das pessoas na internet desde o início da pandemia, fato que chamou atenção das criadoras da conferência nos Estados Unidos. “Sou líder espiritual de um ministério, e desde a pandemia tenho encorajado nossa nação a não desistir, via online, live, mensagens, e uma representante dos EUA viu, aderiu ao mesmo comportamento, e criou a conferência, e disse que o mundo precisa disso”, contou Daniela, que afirmou que assim foi escolhida como conferencista internacional.

A conferência de oração será, inclusive, transmitida por emissoras de televisão em países como Itália, Inglaterra, Japão e Estados Unidos, por exemplo. No Brasil, o evento religioso poderá ser visto através da internet. Daniela, que lidera uma igreja de aproximadamente 250 membros em Araçatuba, crê que o grande objetivo destas orações é elevar a fé da população. “Além de elevar a fé, a esperança aos corações que estão desacreditados, aflitos, ansiosos, queremos apresentar nossos representantes, queremos tocar o coração de Deus em favor do nosso povo, do nosso Brasil, do nosso mundo, para que o Senhor envie socorro para todo o seu povo”, afirmou a apóstola.

Segundo a pastora, os problemas físicos e emocionais causados pela pandemia do novo coronavírus são tão importantes quanto os causados na economia, por conta do fechamento de estabelecimentos e o desemprego. “Muitas pessoas estão vendo o desgaste financeiro, etc. Mas tem muitas vidas doentes fisicamente, emocionalmente, e precisam de ajuda espiritual. Essa semana mesmo no meu bairro teve uma tentativa de suicídio, onde uma jovem cheia de vida entrou em crise emocional devido à covid-19 e queria tirar sua própria vida”, explicou.

Líder de ministério há 6 anos, Daniela afirmou como se sentiu ao ser escolhida como principal conferencista dentre todas as pastoras do Brasil. “Amor, esperança, graça e muita força”, foram suas palavras.

Fé como aliada

Atualmente, a igreja que Daniela lidera no Jardim Universo voltou a realizar reuniões presenciais. A pastora conta que os cultos aconteciam, antes da pandemia, sempre às terças-feiras e aos domingos. Atualmente, as reuniões de terça estão temporariamente canceladas, porém as reuniões de domingo estão ocorrendo com capacidade menor de fieis. “Nos cultos de domingo são 50% que vai em cada culto, então, eu tenho em media de 250, às vezes chega até uns 280, 300 membros. Eu divido porque lá é 300 metros quadrados, eu divido em duas turmas, já cheguei a dividir em até três turmas”, explicou.

Para a pastora, a fé é uma grande aliada para o mundo vencer este período difícil. “O desespero, a ansiedade, não agrega em nada, não ajuda; mas sim a temperança, a fé, e acreditar que o nosso amanhã está nas mãos do Criador, e Ele cuida de cada de um com excelência e muita misericórdia”, afirmou.


Compartilhe esta notícia!