Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Após ter anunciado na noite da última quarta-feira (1) ter aberto a fase 2 de seu plano de contingência, o hospital da Unimed de Araçatuba divulgou imagens, nesta quinta-feira (2), da nova ala de UTI do hospital, que será exclusiva para tratamento de pacientes com quadros graves para suspeita ou confirmação de covid-19.

São ao todo 9 leitos, que aumentam a capacidade de atendimento do hospital particular araçatubense, que recebe pacientes de vários municípios da região.

Com a nova, o hospital conta agora com 21 leitos de UTI para tratamento de pacientes com o novo coronavírus, sendo 10 leitos da UTI adulto, dois leitos da fase 1 do plano de contingenciamento e outros 9 leitos da fase 2. São ainda outros 17 leitos de enfermaria, totalizando 38 espaços para atendimento de pessoas com casos suspeitos ou confirmados da doença.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, a diretora do Hospital Unimed Araçatuba, Dra. Vilma Neri Shinsato, afirmou que não há nenhum paciente na nova ala e que ela espera não inaugurá-la. Para isso, a diretora pediu novamente para que a população ajude a controlar a disseminação do vírus. “O que nós pedimos é que você nos ajude a controlar a epidemia. Que fique em casa, que controle, procure não sair, use máscara, mantenha distanciamento social. É a primeira vez que o hospital Unimed tem uma ala nova totalmente pronta e que na verdade nós vamos torcer muito para que não seja inaugurada. Nos ajude, nós estamos juntos com você”, afirmou Dra. Vilma Shinsato.

A diretora do hospital afirmou que foi feito um grande investimento na nova ala, que está equipada com nove ventiladores mecânicos e monitores. Ela, porém, não falou em valores investidos. “A estrutura está toda preparada e a equipe treinada. Foi necessário um investimento bastante alto, tanto financeiro, quanto no esforço de várias pessoas. Nós tivemos gente trabalhando aqui dia, noite e final de semana, para que isso fosse possível. A estrutura está toda montada, nós estamos preparados para te atender, você pode se manter tranquilo”, disse a diretora.

Ocupação

Os dois principais hospitais de Araçatuba estão atualmente com 62,2% de ocupação em seus leitos para tratamento de covid-19, conforme números divulgados por suas assessorias de imprensa na tarde de ontem.

Somados leitos de enfermaria e de UTI da Santa Casa de Misericórdia e do Hospital Unimed, são 106 leitos para pacientes com suspeita ou confirmação de coronavírus no município. 66 destes leitos estão ocupados e 40 estão disponíveis, conforme os números.

O hospital Unimed, que aumentou 9 leitos de UTI em sua fase 2 do plano de contingência, conta com 21 pacientes internados, sendo 10 em leitos de isolamento (5 positivos e 5 suspeitos) e 11 em UTI (10 confirmados e 1 suspeito). São ao todo 38 leitos para tratamento da doença no local, o que representa pouco mais de 55% de ocupação no hospital.

Já a Santa Casa de Araçatuba possui 45 pacientes internados nos 68 leitos disponíveis no hospital filantrópico. Destes, 33 estão no isolamento, sendo 20 casos suspeitos e 13 confirmados; e outros 12 estão na UTI, sendo 4 casos suspeitos e 8 confirmados. 66% dos leitos estão ocupados e 15% dos pacientes internados no hospital filantrópico estão em tratamento contra o coronavírus.

Recorde em Araçatuba

Araçatuba bateu o recorde de casos de covid-19 registrados em apenas um dia nesta quinta-feira. O município registrou 80 casos positivos entre o final da tarde de quarta-feira e o final da tarde de ontem, de acordo com dados divulgados pela Vigilância Epidemiológica municipal.

Com este número, a cidade saltou de 767 para 847 casos confirmados do novo coronavírus desde o início da pandemia. Outras 536 pessoas aguardam exames e são considerados casos suspeitos. 350 pessoas estão curadas da doença no município, o que representa pouco mais de 41% dos infectados que já se livraram do vírus.

O município também teve um aumento significativo no total de pacientes internados. São 63 pessoas precisando de tratamento nos hospitais contra 53 no boletim divulgado na quarta-feira.

Dos 63 internados, 35 estão na Santa Casa de Araçatuba, sendo 26 em leitos de enfermaria (isolamento), e 9 nos leitos de UTI, sendo 6 que estão utilizando ventilação mecânica.

Outros 28 pacientes estão internados no Hospital da Unimed, 17 em enfermaria, e 11 na UTI, todos eles necessitando do uso dos respiradores.

Mortes

De acordo com o boletim epidemiológico de Araçatuba divulgado ontem, são agora 24 mortes confirmadas por conta do novo coronavírus.

O novo caso de morte ocorreu na Santa Casa de Araçatuba. Uma paciente de 40 anos faleceu na noite de quarta-feira às 22h17. Ela estava internada desde o dia 21 de julho.

Birigui

Segundo dados divulgados pela prefeitura municipal de Birigui no começo da tarde de ontem, o município registrou 24 novos casos de covid-19, passando agora de 300 casos positivos.

303 pessoas se infectaram com o novo coronavírus na cidade e duas novas mortes foram registradas, chegando a 12 óbitos no município.

Uma delas ocorreu no Hospital da Unimed de Araçatuba. Um homem de 94 anos, foi internado na UTI em estado grave na última quarta-feira e faleceu na noite do mesmo dia.

Já a segunda morte, ocorreu no Hospital da Unimed de Birigui. Uma mulher de 80 anos, que possuía comorbidades, faleceu nesta quinta-feira.

Lins

Em Lins, a exemplo de Birigui, são 12 as mortes confirmadas por conta da covid-19. Segundo dados divulgados pela Saúde do município, são 376 casos positivos da doença.

Destas, 250 já estão curadas, enquanto 7 pessoas estão neste momento internadas, sendo duas em leitos de enfermaria e 5 em leitos de UTI.

Três Lagoas

O município sul-matogrossense registrou a sexta morte por conta da covid-19 em seu último boletim divulgado no início da noite desta quinta-feira.

Seis novos casos foram registrados e oito novos positivados deram adeus ao vírus e já estão curados.

Três Lagoas tem até agora 300 casos da nova doença, com 6 óbitos e 216 pessoas já curadas. 12 pessoas estão hospitalizadas, sendo seis delas com casos confirmados e outros seis suspeitos.


Compartilhe esta notícia!