Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O Movimento Noroeste Com Vida criou uma central de acolhimento para orientar as pessoas que tenham algum possível sintoma de Covid-19. A central vai funcionar ao público a partir desta quinta-feira (2) por um número de WhatsApp, um número de telefone fixo e um chat virtual, no qual o usuário relata os sintomas e passa por uma triagem, que o orienta a ficar em casa ou procurar um serviço de saúde. O número a ser adicionado no WhatsApp é (18) 99614 8482, enquanto que o telefone fixo é (18) 3637-8090 e o link para o chat via plataforma Viki é https://bit.ly/noroestesp.

A central é uma parceria do Noroeste Com Vida com a Prefeitura de Birigui, Sinbi (Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui), Acib (Associação Comercial e Industrial de Birigui), Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Governo, Vigilância Sanitária Municipal, Farmácia Futura, Yazigi, CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola), TNH Digital Health, Tellius Telecom Inteligente, ONGSB (Organização Não-Governamental da Saúde de Birigui) e DRS-2 (Departamento Regional de Saúde). O serviço terá início em Birigui, mas a expectativa é que seja estendido para mais cidades da região.

Os dados colhidos de todos os usuários vão auxiliar na tomada de decisão acerca das medidas locais de isolamento social e nas ações de suporte da capacidade hospitalar instalada no município e nos serviços de referência da rede.

Para a operacionalização das ações, foi criado um comitê técnico para estruturar um checklist baseado nos protocolos existentes ao que se refere no acompanhamento de pessoas com sintomas da Covid-19.

O acolhimento com classificação de risco é realizado por equipe da central, devidamente supervisionada por profissional técnico da saúde, que realizará a triagem e encaminhará o paciente à UBS (Unidade Básica de Saúde) de referência ou serviço de saúde equivalente para atendimento médico. A pessoa pode ter a recomendação para ficar em casa, caso seja o mais pertinente, mas nesse caso terá também acompanhamento depois.

Também pode ser feito encaminhamentos pertinente à atenção especializada e, se necessário, a realização de testes para a Covid-19, de acordo ao critério médico. Dependendo dos resultados, o médico responsável realiza a conduta necessária. O Departamento de Vigilância é acionado para acompanhamento do paciente, orientá-lo em intercorrências, e se necessário, auxilia na remoção novamente a uma unidade de saúde.

A central de acolhimento tem seu horário de funcionamento das 8h às 20h. Por enquanto, os funcionários da central estão trabalhando em esquema home-office (em casa), mas nos próximos dias eles ficarão em um espaço na Secretaria Municipal de Saúde. O custo operacional da central será entre R$ 15 mil e R$ 20 mil por mês, custeado pelo Noroeste Com Vida.

O Movimento Noroeste Com Vida já arrecadou mais de R$ 600 mil em doações pela plataforma BSocial, além de mais de R$ 800 mil por meio de outras doações de iniciativas e parcerias, como a Raia Drogasil, Suzano, Fundo Emergencial, Costa Urbanizadora e o Movimento Juntos Por Araçatuba. Se somadas, as doações passam de R$ 1,4 milhão.


Compartilhe esta notícia!