Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – PENÁPOLIS

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza foi prorrogada até o dia 24 de julho. A segunda prorrogação determinada pelo Ministério da Saúde é uma estratégia para atingir a meta de vacinar 90% do público-alvo da campanha. Em Penápolis,  a vacinação atingiu apenas 70% do público esperado, com a aplicação de 12.752 doses.

A vacina está disponível na Macro I (Eldorado), Macro II (Postão) e Macro III (Santa Terezinha), de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. A vacinação é gratuita e é necessário apresentar a carteirinha de vacinação.

Entre o público-alvo com baixa adesão estão as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, com apenas 36,48% de imunização. Adultos de 55 a 59 anos também tiveram baixo índice de vacinação com apenas 24,42% de um público estimado em 3.223 pessoas.

O enfermeiro da Vigilância Epidemiológica, Alexandre Pereira Almeida, alerta que o baixo índice de vacinação é preocupante. “A vacinação protege contra três vírus inativos o H1N1, o H3N2 e a Influenza B. Essa proteção é fundamental neste período que em que enfrentamos uma pandemia de coronavírus”, destacou.

O enfermeiro explicou que a imunização contra esses tipos de vírus permite o diagnóstico com maior exatidão. “Sabendo que o paciente já está imunizado contra essas doenças, o médico pode detectar mais facilmente a contaminação da Covid-19. Outro fator importante, é que a vacinação contra a Influenza diminui as internações hospitalares”, enfatizou Almeida.

Além das crianças e adultos com baixa adesão à campanha, as puérperas (até 45 dias após o parto) registraram somente 48,96% e as gestantes, 42,25%. Atingiram a meta de vacinação os profissionais da saúde e os idosos, com cobertura vacinal de 92,51%.

Também são público-alvo da campanha: doentes crônicos; caminhoneiros; motoristas e cobradores de transportes coletivos; portuários; membros das forças de segurança e salvamento, pessoas com deficiência e profissionais da saúde.


Compartilhe esta notícia!